Festa da salsicha

Ficha técnica

  • Nome: Festa da salsicha
  • Nome Original: Sausage Party
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: EUA
  • Ano de produção: 2016
  • Gênero: Comédia, Animação
  • Duração: 89 min
  • Classificação: 16 anos
  • Direção: Greg Tiernan, Conrad Vernon
  • Elenco:

Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 2 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Frank é uma salsicha apaixonada pela bisnaga Brenda. Porém, por motivos religiosos, só poderão consumar seu amor se forem comprados pela mesma pessoa, a quem eles chamam de 'deus'. Uma série de infortúnios, no entanto, impede que passem uma noite juntos.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

28/09/2016

A animação A Festa da Salsicha traz um significado completamente diferente para a expressão “fetiche da mercadoria”, colocando em cena produtos comestíveis loucos para perder a virgindade. É bom avisar logo de cara que não é um filme para crianças – especialmente porque envolve violência, uma orgia e palavrões ao final de praticamente todas as frases. O longa estreia no país na versões original, em inglês,  ou dublada pelos atores do grupo Porta dos Fundos.
 
O cenário principal é um supermercado, onde os produtos veneram um deus: o consumidor. A ideia que lhes é vendida por outras mercadorias, há muito tempo, é que ser comprado é ser levado para o paraíso. Como ninguém nunca voltou para contar o que existe lá fora, todos imaginam que é algo bom. O único medo é ser descartado, quando a data de validade expira, antes de ser levado para o outro lado da porta automática.
 
Frank (voz de Seth Rogen, no original) é uma salsicha apaixonada por uma bisnaga chamada Brenda (Kristen Wiig). Mas ambos vivem em embalagens diferentes, na mesma gôndola com produtos para festas do 4 de julho. A esperança é de que sejam levados pelo mesmo “deus”, e a união possa acontecer no "paraíso". Antes disso, porém, resolvem tocar apenas a pontinha dos dedos e são tomados por um sentimento de culpa. É bom frisar que tudo isso acontece com duplo sentido e conotação bem sexual.
 
A graça – ou desgraça – de Festa da Salsicha (a começar pelo título) está nisso. O filme transforma comida, basicamente, em objetos dotados de desejos sexuais reprimidos pela religião. Há também questões políticas – como a constante tensão entre um pão sírio e um donut judeu – que discutem sobre o Oriente Médio de forma que pode ofender a alguns.
 
Seth Rogen é um dos roteiristas do filme, dirigido por Greg Tiernan (que tem no currículo diversos curtas de uma série infantil protagonizada por um trenzinho) e Conrad Vernon (Shrek 2). E, como outros projetos do ator (como A Entrevista e É o Fim), o resultado não é tão engraçado nem sagaz como ele parece achar. Está longe de ser ruim, mas também longe de ser tão divertido ou perspicaz como pode parecer à primeira vista, pois o que se vê na tela, entre uma piada boa e outra, são comentários racistas e sexistas. Por outro lado, a orgia climática envolvendo todo tipo de produto e posições imagináveis pode indicar a coexistência pacífica entre os povos. Mas também pode apenas ser algo ofensivo, dependendo como se olha.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança