Doce veneno

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Dois amigos beirando os 50 anos viajam para uma praia com suas filhas adolescentes. Entre o tédio e medo de não saber lidar com a idade, um deles se envolve com a filha do outro.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

09/06/2016

Remake de um filme de Claude Berri, de 1977, Doce Veneno tem como protagonistas dois amigos Laurent e Antoine, interpretados por Vincent Cassel e François Cluzet, que passam férias na Córsega, na companhia de suas filhas adolescentes. Um deles acaba se envolvendo com a filha do outro. A trama, mais do que batida, também serviu de inspiração para Feitiço do Rio (1984), no qual Michael Caine interpretava o pai de Demi Moore.
 
O diretor Jean-François Richet (Inimigo Público nº 1 - Instinto de morte), que assina o roteiro com Liza Azuelos, mira, como público-alvo, homens da meia-idade e não faz muita questão de esconder isso, colocando em evidência jovens bonitas, bronzeadas e seminuas, enquanto os dois personagens masculinos passam o tempo reclamando sobre a meia-idade e das ex-mulheres.
 
Laurent, que é pai de uma garota de 18 anos, Marie (Alice Isaaz), acaba se envolvendo com Louna (Lola Le Lann), a filha menor de idade do seu amigo. Antoine é um pai supercontrolador, que se espanta como seu amigo é permissivo com Marie, na tentativa de aparentar ser mais descolado do que realmente é. Antoine, por sua vez, morre de medo de que um homem mais velho se aproxime de sua filha.
 
É curioso como Doce Veneno não surpreende. Faz seu humor tolo e batido e cai numa trama surrada que já rendeu romances, novelas e tudo o que se imagina – sendo que Vladimir Nabokov deu a versão definitiva – até hoje tema de debate e polêmica – com seu Lolita, de 1955.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança