Loucas pra casar

Loucas pra casar

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 2 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Malu acha que logo seu namorado a pedirá em casamento. Antes disso, descobrirá que ele tem outras duas namoradas, a stripper Lucia e a carola Maria. Agora o trio deverá resolver se disputa o amor do sujeito entre si, ou se une para uma vingança.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

05/01/2015

A comédia nacional Loucas pra Casar é uma espécie de O Sexto Sentido de seu gênero. Não que tenha gente morta ou crianças com poderes paranormais, mas uma reviravolta próxima do final muda a perspectiva de tudo que se viu até então. O que também não quer dizer que o longa, protagonizado por Ingrid Guimarães, seja lá muito diferente do que o cinema brasileiro tem apresentado até agora no gênero. Trata-se apenas de um filão que a atriz está explorando, na linha do sucesso De pernas pro ar, também escrito e dirigido por Marcelo Saback e Roberto Santucci, respectivamente.
 
Ingrid interpreta Malu, mulher bem-sucedida, que trabalha numa construtora e namora seu patrão, Samuel (Marcio Garcia). Ela acredita que está pronta para casar, e só espera o pedido. Enquanto ele não vem, o casal realiza suas fantasias vivendo personagens em encontros tórridos (até o ponto que uma comédia careta permite) nos apartamentos desocupados.
 
Mais tarde, ela acaba descobrindo que Samuel tem outras duas mulheres, a stripper Lúcia (Suzana Pires) e a recatada Maria (Tatá Werneck), com quem também mantém um relacionamento há três anos – sem que nenhuma saiba das outras. Começa, então, uma disputa pela atenção e o coração do mulherengo – mas também existe a possibilidade de se unirem para se vingar, o que, ao seu modo, lembraria a comédia Mulheres ao Ataque, protagonizada por Cameron Diaz.
 
Mas não é bem o caso aqui. Santucci e Saback fazem, em boa parte do tempo, uma comédia física, que, às vezes, beira o pastelão. Quem não se incomodar em ver três mulheres bonitas, adultas, se estapeando por um homem pode até achar alguma graça. Salva aqui o talento de Ingrid para a comédia – não é novidade – e de Suzana, para femme fatale mesquinha e engraçada – o que pode ser alguma novidade. Tatá, conhecida por seu humor na televisão, não se encontra no filme – nem tudo é culpa dela, até porque sua personagem é a mais chata.
 
Santucci dirige seu sexto filme em quatro anos – no ano passado lançou O Candidato Honesto -,e talvez seja hora de tirar férias, se reinventar ou ousar mais. Embora suas comédias agradem ao público, fazendo alta bilheteria, talvez seja a hora de sair da zona de conforto e tentar algo novo.

Alysson Oliveira


Comente
Comentários:
  • 09/01/2015 - 15h27 - Por renato Cabral já ouviu falar na palavra "spoiler"?...
    Falar o q vc falou equivale a dizer "não vou falar o segredo do filme, mas se vc prestar BEM atenção no..."
    eu assisti e ñ gostei muito, mas descobri o lance do filme bem no começo, e acho q vc estragou a graça de uma das coisas q mais chama atenção no filme, parabéns, p/um site direcionado p/fãs de filmes vc sabe estragar um filme muito bem.
  • 13/01/2015 - 12h05 - Por Neusa Barbosa Cara, não concordamos...
    Não tem "spoiler" nenhum aqui.
    Todos os lances do filme estão claríssimos desde o cartaz...
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança