Tudo por justiça

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Russell Baze é um operário que se mata de trabalhar para cuidar do pai doente, Rodney. Seu irmão, Rodney Jr., foi para a guerra, mas é agora um desempregado que vive se metendo em confusões por apostas em jogo. Um dia, Rodney Jr. resolve entrar no perigoso circuito das lutas ilegais, comandado pelo violento Harlan DeGroat.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

25/03/2014

Com mais estrada como ator do que como diretor – especialidade em que registra apenas dois filmes, inclusive o drama Coração Louco (2009), que deu o Oscar de melhor ator para Jeff Bridges -, o norte-americano Scott Cooper está firmando uma cinematografia que demonstra solidez na composição de personagens masculinos em crise.
 
Sua nova investida na direção, o drama Tudo por Justiça, do qual é corroteirista ao lado de Brad Ingelsby, traça, aliás, uma galeria masculina bem maior e mais variada do que em seu filme de estreia. O enredo parte de um núcleo familiar, formado por um pai doente, Rodney Baze (Bingo O’Malley), um ex-veterano do Iraque, Rodney Jr. (Casey Affleck), o filho mais velho, Russell (Christian Bale).
 
Vivendo em Braddock (Pensilvânia), região industrial que sofre em cheio com a crise econômica, a família Baze sente o baque no dia-a-dia. O único sustento vem do trabalho do operário Russell, que se desdobra em dois turnos, horas extras, e tudo o que consegue, para sustentar o pai e o irmão, que não consegue emprego.
Russell funciona como o verdadeiro pai para Rodney, cobrindo suas dívidas de jogo e segurando sua barra emocional. Mas sua tentativa de proteção não alivi o tumulto interior do irmão, que acaba se envolvendo com o perigoso mundo das lutas ilegais, pelas mãos do agenciador John Petty (Willem Dafoe).
 
Contra sua própria vontade, mas pela insistência de Rodney, Petty acaba levando-o a um circuito ainda mais arriscado, comandado pelo alucinado Harlan DeGroat (Woody Harrelson).
 
Rodney desaparece, desesperando o irmão, que procura o tio, Gerald (Sam Shepard), para buscá-lo por todo lugar. As pistas não são boas e eles são advertidos a tomarem cuidado pelo xerife Wesley Barnes (Forest Whitaker) – com quem Russell tem uma rivalidade, já que sua ex-namorada (Zoe Saldana) o deixou por ele.
 
É neste clima em ebulição, em ponto de bala, que Cooper desenvolve sua trama que, sem ser propriamente original e registrar alguns excessos, tem clima e apoia-se numa série de performances autenticamente sólidas. Poucas vezes se viu Woody Harrelson mais assustador, Casey Affleck mais atormentado e Christian Bale mais determinado do que neste filme até certo ponto modesto, mas que não faz feio no currículo dos envolvidos.

Neusa Barbosa


Trailer


Comente
Comentários:
  • 31/03/2014 - 15h37 - Por Anderson Não há nenhuma análise do filme nessa crítica. Por que a nota mediana?
    Me irritando bastante com as críticas da Imprensa à Tudo por Justiça. Dizem que o elenco (gente como Christian Bale, Woody Harrelson, Willem Dafoe e Frrest Whitaker) deram a vida no filme, mas não compreendem o porquê, já que se trata de um filme "fraco". Meu irmão, tá faltando humildade pra dizer que não alcançou a proposta do filme, que é algo incompreendido, que lhe falta uma peça do quebra-cabeça.
    Ainda por cima rasgam elogios e no fim dão nota baixa ao filme.
  • 31/03/2014 - 17h38 - Por Neusa Barbosa Oi Anderson:
    Não é bem assim.

    Ao dizer que o filme não é original e tem excessos, estou analisando sim como foi realizada a proposta do filme - que não tem nada de tão excepcional para não ser alcançada.

    Eu entendo, claro, porque os atores se entregaram - porque são bons atores. Portanto, mereciam um roteiro melhor, menos óbvio, menos centrado numa violência por vezes excessiva e deixando de aprofundar mais o perfil de alguns personagens.

    Ao elogiar e fazer reparos, estamos analisando, sim, o que o diretor realizou. Por isso, a nota não foi maior.

    Mas respeito totalmente a sua opinião.

    abraço!

    Neusa
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança