Círculo de fogo

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 12 votos

Vote aqui


País


Sinopse

O mundo está sendo atacado por monstros alienígenas gigantescos. Para os destruir, foram criados imensos robôs que para funcionar, dependem de dois humanos cujos cérebros serão conectados entre si.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

07/08/2013

Círculo de Fogo é uma aventura retrô, mas, de certa forma, sobre o nosso tempo, no qual monstros alienígenas surgem das profundezas do planeta para destruir o mundo. Começando pelo cenário em Hong Kong – uma escolha não acidental do diretor, Guillermo del Toro (Labirinto do Fauno, Hellboy) – um dos centros capitalistas do mundo.
Criaturas gigantes – parecidas com dinossauros mutantes, mais potentes e cientes de sua capacidade de destruição -, chamadas Kaijus, saem do mar e rumam para a metrópole chinesa, causando pânico e destruição. Para combatê-las, são criados os Jaegers, robôs igualmente gigantes, cada um deles comandado por dois pilotos humanos. Essa é a premissa básica de “Círculo de fogo”. Divertir-se com o filme significa entrar nos devaneios de embates e vísceras criados pelo cineasta mexicano.
 
Os Jaegers são comandados pelo militar Stacker Pentecost (Idris Elba) e posicionados em todos os cantos do planeta. Dentro do robô gigantesco, por meio de um equipamento, os cérebros dos dois pilotos são conectados de modo que possam ler os pensamentos um do outro e agir conjuntamente, numa sincronia perfeita.  Raleigh Becket (Charlie Hunnam, de “A fuga”) perdeu o irmão numa batalha contra um Kaiju, enquanto os cérebros dos dois rapazes estavam conectados. Traumatizado, ele abandona a profissão até que é requisitado novamente, por ser um dos melhores combatentes.
 
A principal personagem feminina é Mako Mori (Rinko Kikuchi, de Babel). Protegida de Pentecost, a moça se limita a serviços burocráticos, quando, na verdade, queria mesmo era participar da ação. Preparo físico para isso ela tem de sobra, como demonstra numa disputa com Becket. Seu problema é um trauma de infância envolvendo os Kaijus.
 
O bem-vindo alívio cômico de Círculo de Fogo fica por conta de uma dupla de cientistas, interpretada por Charlie Day e Burn Gorman. Enquanto fazem suas trapalhadas – entre elas, conectar-se com o cérebro de um Kaiju –, os demais personagens levam a sério demais esse enfrentamento contra monstros parecidos com Godzilla, combatidos por robôs que parecem uma mistura de Transformers com Jaspion.
 
Ao lado dos monstrengos, a grande estrela do filme é Ron Perlman – repetindo a parceria de Hellboy com o diretor -, no papel de Hannibal Chau, um negociante de partes das carcaças dos Kaijus destruídos. Exagerado e engraçado, ele parece estar no tom certo para uma aventura que pretende divertir.

Alysson Oliveira


Trailer


Comente
Comentários:
  • 09/08/2013 - 19h51 - Por Will Primeiro a capa que esta no site não é a do filme, segundo Guilhermo del Toro não é espanhol é mexicano, pra critica de cinema vocês precisam melhorar um pouco.
  • 09/08/2013 - 20h06 - Por fernandinha este filme me paresse bom...........
  • 09/08/2013 - 20h57 - Por julia gabriela acho que o filme vai ser muito bom
  • 09/08/2013 - 21h11 - Por joice cristina COMO EU QUERO ASSISTIR ESSE FILME!!! ;)
  • 10/08/2013 - 08h54 - Por Luiz Vita Caro Will,
    Você estava certo, o diretor é mexicano e nós corrigimos a informação. Obrigado por nos alertar.

    Mas a foto da capa está correta é do filme, sim. Como errar é humano, nos erramos e você também errou. Empatamos o jogo, certo?

    Abraço
  • 10/08/2013 - 17h13 - Por Diego Muito bom esse filma me lembrei na época que assistia Jaspion !
  • 11/08/2013 - 01h35 - Por Hirao Caro Luiz Vita, o Will tem razão.
    O cartaz do filme está errado. Esse aí é do filme de 2001, dirigido por Jean-Jacques Annaud, cujo título original é "Enemy at the Gates", sobre dois soldados durante a II Guerra Mundial. Os dois rostos são de Jude Law e Joseph Fiennes. Agora, além do título em português, ambos contam com Ron Perlman no elenco e ambos têm 131 minutos de duração (de acordo com o IMDB). Coincidência curiosa, não?
    Abraços, Hirao
  • 11/08/2013 - 11h03 - Por Luiz Vita Obrigado Hirao por sua pesquisa. Já trocamos as imagens. E obrigado ao Will por também ter alertado sobre a nacionalidade do diretor, que nasceu na terra de Felipe Ehrenberg, Alfonso Cuarón e Diego Rivera, entre tantos outros artistas geniais. Pena que o Guillermo não esteja fazendo justiça aos seus conterrâneos.
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança