Muito barulho por nada

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Dois casais, duas visões diferentes sobre o amor. Baseado na peça clássica de Shakespeare, o filme atualiza a trama para os dias atuais, mas mantém a linguagem do autor.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

20/08/2013

Joss Whedon, diretor de Os vingadores - The avengers, ser arrisca adaptando a peça famosa de William Shakespeare, já filmada diversas vezes, entre elas, nos anos de 1990, sob a direção de Kenneth Branagh. Aqui, Whedon, que também assina o roteiro, transporta a trama para os dias atuais, filma em preto e branco, mas mantém a linguagem clássica do original.
 
Claudio (Fran Kranz) e Hero (Jillian Morgese) estão prestes a se casar. Na semana que antecede, porém, a cerimonia, a casa do pai da noiva, Leonato (Clark Gregg), está repleta de convidados. Para passar o tempo, porém, os dois resolvem dar um golpe em um casal de amigos, Benedick (Alexis Denisof) e Beatrice (Amy Acker) – e fazer com que se assumam apaixonados.
 
Whedon transporta Shakespeare para o mundo dos subúrbios da Califórnia, e, embora cause estranhamento, não encontra a mesma energia que, digamos, um “Romeu + Julieta”, de Baz Lurhman. Se visualmente o resultado é apurado, os atores parecem desconfortáveis, e suas atuações lembram interpretes que, quando trabalham em uma língua desconhecida, e apenas decoram suas falas, sem saber ao certo o que dizem.
 
Com o preto e branco, Whedon parece querer remeter às comédias românticas amalucadas (‘screwball comedies’) dos anos de 1930 – mas, claramente, esse não é o material para o diretor, que, como os atores, parece não estar confortável. O filme, no fundo, soa como moderninho e cheio de ambição, sem entregar nem metade do que promete, mas, no fundo, fazendo justiça ao título.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança