O Império (do Besteirol) Contra-Ataca

Ficha técnica

  • Nome: O Império (do Besteirol) Contra-Ataca
  • Nome Original: Jay and Silent Bob Stricke Back
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: EUA
  • Ano de produção: 2001
  • Gênero: Comédia
  • Duração: 104 min
  • Classificação: 16 anos
  • Direção:
  • Elenco:

Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

28/02/2003

Quem gosta de um amontoado de bobagens e piadas rasteiras, definitivamente, ficará um pouco desapontado com o filme O Império (do Besteirol) Contra-Ataca. A nova produção do diretor americano Kevin Smith é imensamente superior às sátiras de filmes de terror adolescente como Não é Mais um Besteirol Americano ou Todo Mundo em Pânico (e sua desconcertante seqüência), apesar do inconseqüente título facilitar a comparação.

Infelizmente, os distribuidores do filme parecem não ter constatado essa óbvia diferença e traduziram o nome original, Jay and Silent Bob Stricke Back (algo como, Jay e Silent Bob contra-atacam) de forma completamente descontrolada. Uma falha que beira ao descaso.

Há fatores óbvios que possibilitam a qualquer pessoa compreender porque o filme recebeu esse tratamento. Possivelmente, quem teve idéia para o nome da versão tupiniquim não conheça Kevin Smith.

Afinal, o longa baseia-se nas produções pregressas do diretor, como O Balconista (1994), com o qual consagrou-se ao levar o merecido prêmio Filmmakers Trophy no Festival de Sundance, assim como da Semana Crítica do Festival de Cannes. A nova comédia ridiculariza também Mallrats - Barrados no Shopping (1995), Procura-se Amy (1997), prêmio Independent Spirit na categoria melhor roteiro original, e Dogma (1999) - todos dirigidos pelas hábeis mãos de Smith.

E não é só isso. Além de satirizar seus filmes, ainda convidou os astros de suas produções anteriores para uma participação especial em O Império (do Besteirol) Contra-Ataca. É o caso do ator Ben Afleck, que interpreta a si próprio, juntamente com Matt Damon, em uma divertida gozação de Gênio Indomável (filme que co-produziu). No caso aqui, uma hipotética seqüência da produção, em que o personagem principal (Damon) torna-se um torpe sem erudição.

Por estas razões, a platéia que não seguir as referências do diretor reduzirá a zero toda a graça do filme. Até porque, a produção é considerada a comédia definitiva dos personagens infames Jay e Silent Bob, figurantes de luxo nos demais filmes de Smith.

Na história, eles retornam ao mesmo ponto de onde começaram em O Balconista (em que roubam as cenas nas quais aparecem): a loja de conveniência Quick Stop, em New Jersey. Localizados no espaço e tempo, começa a saga, por assim dizer. Os desocupados Jay e Silent Bob descobrem que o gibi inspirado neles, "Bluntman & Chronic" - uma paródia de Batman e Robin -, servirá de modelo para um filme em Hollywood. Ao saberem das críticas na Internet à produção (e a eles próprios) decidem colocar um fim no problema, sabotando o tal filme.

Parodiando as antigas comédias de perseguição, O Império (do Besteirol) Contra-Ataca ainda traz uma seleta quantia de piadas politicamente incorretas e muita (e coloque-se muita nisso) apologia ao sexo, drogas e qualquer outra coisa que substitua o rock, quando todos já estão chapados pelo uso de maconha.

Cineweb-23/8/2002

Rodrigo Zavala


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança