Fogo contra fogo

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Bombeiro presencia crime racial e aceita depor contra o criminoso. Depois disso, entra para o programa de proteção à testemunha, mas descobre que está correndo risco e decide agir.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

04/02/2013

Fogo contra fogo (não confundir com o filme de mesmo nome estrelado por Robert De Niro e Al Pacino), não por acaso, foi lançado diretamente em DVD nos Estados Unidos. No Brasil, o longa estreia nos cinemas, e, mesmo assim, continua mais parecendo um episódio de qualquer seriado policial de televisão – apesar do elenco famoso, como Bruce Willis, Rosario Dawson e Josh Duhamel.
 
Duhamel é um bombeiro chamado Jeremy, que presencia um crime racial e acaba no programa de proteção à testemunha. Ele vê David Hagan (Vincent D'Onofrio, de Nascido para matar) atirar em dois afroamericanos numa loja de conveniências. Ele acaba se mudando para outra cidade, depois de testemunhar contra o supremacista. O detetive Cella (Willis) ficará eternamente grato a Jeremy, pois ele também tem uma longa história com o assassino.
 
Para que a narrativa, nesse tipo de filme, possa caminhar, é preciso que o programa de proteção à testemunha não funcione, e o protegido volte a bater de frente com o vilão. Aqui, Jeremy percebe que algo não está certo quando seus amigos começam a ser assassinados. O rapaz percebe que ele terá de voltar para a Califórnia e não deixar nada pendente.
 
Não só o treinamento de Jeremy como bombeiro o irá ajudar na sua missão de vingança, mas muito mais o fato de uma agente federal – que quebra todos os protocolos e com quem começa o romance - o ensina a atirar.
 
Não é preciso se esforçar muito para saber onde o plano de vingança vai parar. Não por acaso, Fogo contra fogo parece um episódio de série de televisão alongado. Seu diretor, David Barrett, assinou a direção de vários – como V, Nikita e NCSI: Los Angeles. Não há nada de especial na trama ou nas atuações que traga qualquer empolgação. E o risinho de incredulidade constantemente estampado no rosto de Willis parece explicar muito. Em todo caso, é um pouco falta de sensibilidade lançar nesse momento no Brasil um filme cujo clímax se passa durante um incêndio.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança