Quatro Amigas e um Casamento

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Regan não se conforma que sua amiga gordinha vai casar antes do que ela, e, além disso, a convidou para ser dama de honra com outras duas colegas do colegial – que também não gostam da noiva. O trio sabota o casamento, depois se arrepende, e terá uma noite para consertar as coisas.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

04/12/2012

Há pessoas que dizem que Se beber não case é uma comédia para homens, e Operação Madrinha de Casamento, para mulheres. Em algum momento da história, a dramaturga e diretora de cinema Leslye Headland teve a ideia de combinar os dois, e fazer uma comédia que supostamente atendesse aos dois públicos. O resultado atende pelo nome de Quatro amigas e um casamento e é capaz de trazer o que há de mais sem graça e pífio em termos de comédia.
 
Escrito a partir de uma peça da diretora, o filme tem Kirsten Dunst - Melancolia cada vez mais parece um alien em sua filmografia – na pele de Regan, moça mimada, riquinha e esnobe que não se conforma que a amiga gordinha vai casar primeiro do que ela. Becky (Rebel Wilson, O que esperar quando você está esperando) é muito ingênua ou desprovida de amor próprio para acreditar que Becky é realmente sua amiga desde o colégio.
 
Vêm para a festa também Gina (Lizzy Caplan, Cloverfield) e Katie (Isla Fisher, de Os Delírios de Consumo de Becky Bloom), que têm mais ou menos o mesmo perfil de Regan, além de gostarem de drogas. Todas vão se fingir amigas de Becky e inconscientemente sabotar o casamento.
 
Ao contrário de Operação madrinha de casamento, no qual a sinceridade nas situações e o diálogo eram a tônica do humor, esta é o tipo de comédia em que as pessoas dizem as coisas mais escabrosas que passam pelas suas cabeças porque quem escreveu o filme acredita que isso tem efeito cômico. Pouco ajuda o fato de as atrizes estarem completamente mal dirigidas, num tom muito acima até das comédias pastelão. Não é necessário sutileza na comédia, mas ajuda a se entender qual é a suposta graça da cena quando as personagens não ficam berrando umas com as outras o tempo todo. Pode ser que no teatro funcionasse, mas no cinema é um exagero.
 
O lado Se beber não case fica por conta do noivo de Becky e seus amigos, que também tem histórias passadas com o trio de damas de honra. Mas essa parte – o universo masculino – parece ser o estranho que Leslye Headland tem medo de desvendar – ou ao menos, tentar. Talvez a diretora devesse ter feito um filme no molde de As Mulheres (a versão original, de 1939, não o remake inócuo, chamado Mulheres – O sexo forte), no qual há apenas personagens femininas e um mergulho engraçado, ácido e, de certa forma, honesto no universo feminino.

Alysson Oliveira


Trailer


Comente
Comentários:
  • 21/02/2013 - 07h31 - Por andressa que odio esse filmeeeeeeeeee
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança