Os vingadores - The Avengers

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 54 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Loki, o irmão renegado de Thor, apodera-se de uma perigosa fonte de energia, a Tesseract. O Capitão América, o Homem de Ferro, o incrível Hulk e Thor terão que deixar de lado as diferenças e unir forças para defender a Terra.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

23/04/2012

Depois do sucesso dos filmes individuais dos super-herois da Marvel, sua esperada reunião em Os Vingadores – The Avengers, de Joss Whedon, acumula todas as boas e más notícias que se pode esperar de um evento do gênero.
 
Com um orçamento estimado em US$ 220 milhões, não houve economia de efeitos especiais, que pululam na tela para justificar o encontro de Thor (Chris Hemsworth), Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), o Incrível Hulk (Mark Ruffalo) e Capitão América (Chris Evans). Ao quarteto de superpoderosos, reúne-se uma alentada dupla de agentes, Natasha Romanoff, mais conhecida como Viúva Negra (Scarlett Johansson), e Clint Barton, ou Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), sob o comando do chefe da S.H.I.E.L.D., a agência que procura proteger nosso mundo, Nick Fury (Samuel L. Jackson).
 
Para que um time respeitabilíssimo como esse se reunisse, o perigo teria que ser enorme. Do lado de lá, o vilão no comando é Loki (Tom Hiddleston), o irmão adotivo de Thor que caiu em desgraça em Asgard, aliou-se aos seus rivais, e agora vem apoderar-se de uma temível fonte de energia que estava sob o controle da S.H.I.E.L.D., a Tesseract.
 
Logo de cara, o estrago é imenso. Loki rouba a Tesseract e ainda passa a controlar a mente tanto do Gavião Arqueiro quanto do cientista Selvig (Stellan Skarsgard), levando-os com ele. Ninguém é páreo para os poderes de Loki e sua temível lança de luz azul.
 
O filme de Joss Whedon (que dirigiu uma cena pós-créditos em Thor e é autor do roteiro) se sai melhor quando distrai o público de seu clima predominantemente brucutu e se dedica ao humor, explorando as rivalidades entre os herois, que a princípio não coordenam bem suas diferenças. O Homem de Ferro incomoda todo mundo: Thor sai no braço com ele, o Capitão América não entende suas piadinhas. Aliás, as melhores falas irônicas estão sempre na boca deste heroi divertido, que descreve o figurino de Loki como “Shakespeare no parque”.
 
Hulk custa a aparecer, porque o dr. Banner, seu alter ego, que foi encontrado escondido na Índia pela eficiente Natasha, exerce seu auto-controle com muita precisão. Mas, quando o grandão verde finalmente dá as caras, protagoniza duas das melhores sequências de humor. Como se pode esperar, nenhuma delas muito delicada.
O frenesi de efeitos especiais distribui-se ao longo do filme, em batalhas aéreas e particularmente na longa sequência final, que mostra o perigo chegando através de um portal aberto entre dois mundos.
 
É uma sequência exaustiva, num filme já bem longo (2h22), em que, mais uma vez, Nova York sofrerá os impactos da alta destruição, com direito a prédios desmoronando, cidadãos em fuga e veículos aéreos de todo tipo circulando entre os arranha-ceus.
 
O vilão Loki, interpretado com carisma e perversidade contida pelo britânico Tom Hiddleston, sustenta o duelo com o time superpovoado de herois. O mesmo não se diga de seus aliados digitais, um amplo desfile de malvados sintéticos feiosos e sem individualidade, que se multiplicam na tela como insetos e como eles são eliminados a seguir.

Neusa Barbosa


Trailer


Comente
Comentários:
  • 27/04/2012 - 10h09 - Por Fabio Medici Só uma correão, Neusa. Thor foi dirigido pelo Kenneth Branagh.
    Joss Whedon chegou nas franquias Marvel agora...
    abs
    FM
  • 27/04/2012 - 13h03 - Por Justos Acho que para fazer uma análise do filme um tom de imparcialidade cairia bem, assim como uma análise mais bem-feita dos recursos utilizados não só dos gráficos mas como também o trabalho dos roteiristas e diretor, me recuso a acreditar que um filme de 2:22 seja exaustivo além do mais vale lembrar que Os Vingadores para aqueles que não entendem é uma história criada por Stan Lee em 1963 ou seja uma história que irá fazer 50 anos! A mesma mereceria um pouco mais de respeito ao compara-la com "mais uma destruição de nova Iorque".
  • 27/04/2012 - 16h16 - Por Neusa Barbosa Oi FM:

    Agradeço a correção. Na verdade, Joss Whedon dirigiu uma cena que aparece após os créditos, só.

    Agora, Justos:
    Eu fui totalmente imparcial nesta crítica, como sou em todas. O filme é exaustivo, não porque tem 2h22 - há filmes mais longos e que não cansam...

    Todo mundo sabe que a história é de 1963 e que o Stan Lee é super-talentoso em suas criações. Tenho o maior respeito por ele.

    Mas é fato que destruições massivas de Nova York são clichês no cinema. Ou não?

    Falta um pouco mais de ousadia visual e no roteiro. Quando tem humor, ele vai melhor. Nas partes de ação, se arrasta um pouco. É minha opinião, mas respeito de antemão todas as outras, a sua também.

    O filme se completa no olhar de cada espectador, que leva sua bagagem emocional, cultural, pessoal, tudo junto. Por isso cada um "vê" um filme, ainda que vários assistam ao mesmo.

    Isso é que é bom no cinema!!!

    abs

    Neusa
  • 28/04/2012 - 15h07 - Por jeryel Neusa com o maior respeito, você tem todo o direito de fazer sua critica, mais saiba q para os fãs q pela sua critica não é o seu caso,o filme agradou bastante, um sonho realizado, Na primeira edição da revista em quadrinhos dos Vingadores, quase 50 anos atrás, era Loki, o irmão de Thor, quem causava o problema que fez com que todos os Vingadores se reunissem pela primeira vez para derrotá-lo. Na realização do filme, a Marvel permaneceu fiel a esse enredo, e como foi citado(todos os Vingadores se reunissem pela primeira vez)²,o filme ñ foi exaustivo apenas seguio o roteiro original mostrando os super egos juntos que aprendem a lutar juntos pela mesma causa, fora os efeitos que sem duvida ótimos, um show a parte,percebemo á qualidade do roteiro. Apesar do grande número de personagens, cada um deles é trabalhado individualmente e decentemente, fazendo com que o público se identifique. gostaria de parabenizar o ator Mark Ruffallo que se destaca entre os demais Hulks, finalmente o Hulk bem defendido. Conseguindo imprimir a ambiguidade entre o homem e o monstro.
    Literalmente, um arrasa-quarteirões.

    grato
  • 28/04/2012 - 22h38 - Por VINICIUS TORRES "O filme de Joss Whedon (que dirigiu uma cena pós-créditos em Thor e é autor do roteiro) se sai melhor quando distrai o público de seu clima predominantemente brucutu e se dedica ao humor, explorando as rivalidades entre os herois, que a princípio não coordenam bem suas diferenças."

    Foi muito infeliz em seu comentário, uma união de herois certamente seria algo eminentemente com muita ação, quem esperava pelo filme sabia disso e não vi nenhum destes reclamarem. Quanto a "sequencia exaustiva", não acho que tenha sido, uma vez que fui a pre estreia, estava cansado e não bocejei uma vez se quer ao longo do filme, pelo contrario, foi muito empolgante e divertido.
    E bem se ve que você apenas assistiu ao filme por "obrigação", uma vez que não prestou atenção a alguns detalhes, como vemos em sua citação: "Aliás, as melhores falas irônicas estão sempre na boca deste heroi divertido, que descreve o figurino de Loki como "Shakespeare no parque." Afinal, o Homem de Ferro se refere ao Thor quando diz isso... tsc tsc
  • 29/04/2012 - 01h08 - Por Junior Criticas de quem nem se quer prestou a tenção no filme.
    Por isso deveria estar entediante.
    Li criticas bem melhores sobre este filme.
  • 29/04/2012 - 20h29 - Por Otávio Eu não sei porque o Cineweb aprova comentários tão mal educados. As ironias e os ataques pessoais dirigidos à Neusa são totalmente desnecessários e covardes - é muito fácil ofender atrás do teclado, sob o anonimato da internet. Isso independe da qualidade da análise da profissional: vocês não a conhecem para tratá-la dessa forma. O mais nojento é que ela ainda os respondeu com todo o cuidado e respeito, mesmo podendo tratá-los com a mesma arrogância com que vocês a trataram.

    Aliás, de que adianta termos em mãos toda a liberdade e a democracia da internet se as pessoas não a utilizam com consciência? Pessoas autoritárias como vocês, que não respeitam a opinião alheia e ofendem, estragam tudo! Aceitem um conselho: liberem o recalque dando soco na almofada ou tentando morder o queixo e poupem as outras pessoas da chateação. Acreditem: não vale a pena ser tão amargo para defender o Capitão América...
  • 30/04/2012 - 00h58 - Por mikael O filme é ótimo e, de nenhuma forma cansativo. Falo isso porque assisti duas vezes e NUNCA li os quadrinhos. Logo não sou fã "original" da história mas tive a cabeça aberta para aceitar mais uma destruição de Nova Yorque, que, admito, é clichê.
  • 30/04/2012 - 02h27 - Por Édson Fernandes Eu achei muito boa a crítica, por ter sido imparcial. Concordo com a Neusa, o filme no seu final torna-se cansativo pelas mesmas cenas de explosões, lutas, barulhos...O filme é muito bom, mas confesso que me cansou. Eu só queria entender uma coisa que aconteceu no filme, caso alguém possa me explicar, por que o Hulk torna-se de repente menos agressivo e cumprindo ordens de capitão américa, até mesmo salvando o homem de ferro, se existir algo que conte isso nos gibis ou no próprio filme, procuro por essa resposta.
  • 30/04/2012 - 08h49 - Por Sammy Crítica totalmente vaga. Chega a ser desprezível em algumas partes. Comentários típicos de quem não tem o menor conhecimento a respeito dos quadrinhos e gente assim não deveria se dar ao trabalho de criticar o filme... pois pode soar ridículo.

    Cada um tem uma opinião...certo. Mas quando se candidatar a expor a sua, tenha certeza de ter assistido ao filme e que tenha prestado bastante atenção. Caso contrário, podem sair mais "coisas" parecidas com esta.
  • 30/04/2012 - 09h31 - Por Luiz Vita É só estrear um filme sobre super-heróis que começa a polêmica. Quem for fã, quase nunca vai concordar com a opinião do crítico, porque o crítico está analisando um filme e não um gibi. E o fã que ver um gibi filmado. Não importa se no cinema o resultado não ficou bom, o que ele quer é ver os personagens do gibi em movimento, voando, soltando raios pelos dedos, ficando verde etc etc. Leio gibi há 40 anos e sei separar bem as coisas. Filme é filme, gibi é gibi. No caso dos vingadores fica assim então: O filme é um bom gibi filmado na opinião dos fãs.
  • 01/05/2012 - 13h18 - Por Fabio Medici Eu de novo, Neusa. Agora, depois de ter visto.
    Para os fas, um prato cheio. O filme agrada como entretenimento para toda a familia. Gostei da forma como Joss Whedon equilibrou os tempos dos herois.
    Meus filhos adoraram... e eu tambem...
    Mas respeito sua critica. Concordo bastante com o que voce pondera: cada um ve um filme de forma diferente por questoes pessoais e culturais, situacoes vividas, etc.
    abs
    FM
  • 01/05/2012 - 13h55 - Por Neusa Barbosa Pessoal:
    na boa, respeito todas as críticas - menos a de que eu "não prestei atenção no film".

    De jeito nenhum!

    A gente pode se enganar em algum detalhe - a conferir, aliás -, mas isso não significa não ter prestado atenção.

    abs a todos
  • 02/05/2012 - 09h31 - Por Vitor Querida Neusa,

    Quero fazer uma crítica construtiva à sua opinião:

    Primeiro, acho que a crítica de cinema deve analisar a proposta do filme e verificar o quanto o diretor conseguir cumprir o que se esperava. Nesse ponto acredito que o filme é nota 10, pois atende em roteiro, direção, atuação e efeitos especiais tudo que se esperava dele. (pelos fãs dos HQs e pelos que acompanharam apenas os filmes)

    Segundo, Nova Iorque sempre foi casa dos principais heróis da Marvel, e após 11 de setembro, é um ponto nervoso pra atingir o público americano. Dessa maneira, a escolha de destruir NY é obvia, obrigatória e funciona muito bem.

    abraços.

  • 04/05/2012 - 15h50 - Por Rodrigo Laffront Pra mim, é um dos melhores filmes que já vi... concordo com o clichê sobre destruição em Nova Iorque, mas isso não muda em nada meu conceito sobre o filme... sobre a mudança de comportamento do Hulk, assim como nos dois outros filmes... ele aprende a se controlar mesmo quando transformado em Hulk, na história dos Vingadores, ele já tem esse controle, na primeira transformação ele foi mais agressivo, pois estava se sentindo traído pelos demais, quando retornou, estava lutando pela causa, pra "salvar o mundo", vi em 3D e vou ver novamente... pra mim em termos de filme da Marvel só fica atrás de Batman - O Cavaleiro das Trevas...
  • 04/05/2012 - 18h16 - Por Róbson Ferreira dos Santos O filme foi expetacular. Com certeza o mehor filme de super heroi de todos os tempos. Dificilmente etrá um filme de super herois melhor que "Os Vingadores".
    E minha amiga Neusa fale a verdade, você não prestyou atenção no filme não. E tudo bem pode até ser 'cliche" um filme ter cenas de destruição em Nova Yorke. Mas como seria um filme dos Vingadores sem ter destruição em Nova Yorke?
    Vou usar um termo bem antigo: "Tu viajou na Maionese"
    E cansativo? Pleo amor de Deus, foi até pouco tempo. Mas ficou até de bom tamanho o tempo de exibição do filme.
    Cançativo é tu ver "Titanic" novamente. Isso sim demasiadamente é cansativo. É insuportavel.

    Os Vingadores-The Avengers Assemble: O melhor filme do ano e o melhor filme já visto na vida de muita gente !!!
  • 07/05/2012 - 09h40 - Por Renan Querido Rodrigo Laffront, Batman é da DC Comics...
    "pra mim em termos de filme da Marvel só fica atrás de Batman - O Cavaleiro das Trevas..."
  • 08/05/2012 - 10h48 - Por Rodrigo Laffront Puts... Podes crer... viajei... isso que dá não reler antes de enviar... poderia ter ficado sem essa... auhauhahuahahuhau... mas a posição de adaptação só perder pra Batman - O Cavaleiro das Trevas continua valendo...
  • 25/05/2012 - 19h10 - Por Ademar Neusa, para mim (que, diga-se de passagem, não estou entre os fãs ardorosos de nenhum super-herói), "Os Vingadores" se resumiu a efeitos especiais e explosões. Vou me lembrar dele por causa das cenas de humor do Hulk que você mencionou. E achei que 3 estrelas foi generosidade da sua parte. Abração.
  • 15/04/2014 - 14h57 - Por dhidhhgjdig gd gdydufjvfc muito bom
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança