O Lorax: Em busca da trúfula perdida

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 7 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Para impressionar uma garota, Ted sai em busca de uma árvore, algo raro no lugar onde vivem. Sua jornada lhe mostrará porque o mundo é tão poluído.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

27/03/2012

Theodor Seuss Geisel, mais conhecido como Dr. Seuss, morreu em 1991, mas até hoje é o escritor infantil mais famoso dos EUA. Uma espécie de Monteiro Lobato de lá – no que tange à fama e ao carinho, porque o estilo da literatura feita dos dois não é parecido. Suas adaptações cinematográficas, no entanto, não têm tido muita sorte. Com uma onda que começou com O Grinch (2000), outros três livros foram adaptados:  O Gato (2003), Horton e o mundo dos Quem!  (2008) e O Lorax: Em busca da trúfula perdida.
 
Do livro original não restou muita coisa. A sagacidade e sutilezas do Dr. Seuss são substituídas pelos padrões hollywoodianos de correria e cultura pop ou qualquer outro elemento que possa proporcionar diversão rápida e superficial para a infância que nasceu sob o signo do mundo digitalizado.
 
A história vem bem a calhar em tempos de correção ecopolítica e gira em torno de uma cidade onde não há mais árvores e ar puro é vendido em jarras. O Lorax: Em busca da trúfula perdida é um filme sobre o bom e velho "precisamos-salvar-o-mundo". Por isso, é uma surpresa não ver o nome de Leonardo Di Caprio em nenhum lugar nos créditos. Mas há músicas sem muito sentido ou razão para existir.
 
A história gira em torno de um menino, Ted, que para impressionar uma garota sai em busca de uma árvore de verdade. Não fica claro porque ela mesma não poderia procurar a árvore. Talvez O Lorax seja diversão à moda antiga – daquelas em que a dama fica sentada esperando o príncipe atender ao seu desejo. Quando ele sai da muralha de metal que cerca a cidade, encontra um ermitão que vive com uma estranha criatura laranja – o Lorax.
 
Esses dois personagens são o que há de mais próximo do universo do bom doutor-escritor dentro do filme. Essa é a história que um empresário que deixa levar pela sua ganância e ingenuidade. Mas o desenrolar da trama evoca a produção em série dos filmes baseados em Dr. Seuss. Em O Lorax o personagem destrói as árvores para fazer um produto que se torna um sucesso num primeiro momento, mas, depois, as pessoas percebem ser inútil e deixam de comprar – mas também as árvores já não existem mais. O que acontece com as adaptações do autor não é muito diferente. Um sucesso num primeiro momento, até o público perceber que está sendo enganado. Neste caso, ao menos, podem voltar correndo para os livros.

Alysson Oliveira


Trailer


Comente
Comentários:
  • 17/11/2012 - 10h47 - Por Jacimar da Silva Adorei esse filme !! É engraçadão' kkkkkkkkkkkkkkk32
  • 03/12/2012 - 14h42 - Por emanuell eu adorei esse filme muito massa nunca asisti um filme tão bom e engraçado kkk
  • 24/05/2013 - 21h41 - Por carol muito bom o filme meu professor passou esse filme e alguma questoes so que eu nao sei o nome do produtor que o homem faz cpm a arvore pra vender alguem saberia me dizer
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança