As 12 Estrelas

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Herculano é um astrólogo contratado para assessorar uma autora de telenovelas. Ele a ajudará a encontrar 12 atrizes – uma de cada signo – para trabalhar no folhetim. Durante a busca, ele acaba se envolvendo com essas mulheres.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

10/05/2011

Desde sua primeira exibição no Festival de Paulínia do ano passado, As 12 Estrelas, de Luiz Alberto Pereira (Tapete vermelho), mais conhecido como Gal, causou perplexidade. Como é possível fazer um filme tão ruim? Tal feito requer algum esforço. Público e crítica ficaram mais intrigados ainda três dias depois, quando no mesmo festival foi exibido Dores e Amores, de Ricardo Pinto e Silva, que consegue ser ainda mais canhestro – mas, deste não se tem notícias se chegará aos cinemas, para o bem da nação.
 
As 12 Estrelas é um filme sobre novela e astrologia, mas também é um filme que parece dizer que pessoas que gostam de novela ou acreditam em astrologia não são lá muito espertas. A trama gira em torno de um astrólogo (Leonardo Brício) contratado para prestar assessoria a autora de uma telenovela (Débora Duboc) – que, em pleno século XXI, ainda usa máquina de escrever.
 
A missão do astrólogo Herculano é escalar doze atrizes para os personagens da novela. Enquanto faz isso, ele acaba se envolvendo com elas. Cada uma deve ser de um signo. Curiosamente, as doze atrizes do filme – entre elas Mylla Christie, Lívia Guerra, Carla Regina e as ótimas Rosane Mulholand, Silvia Lourenço e Djin Sganzerla – nasceram sob o signo astrológico que suas personagens do filme representam. Talvez o diretor e roteirista tenha perdido tanto tempo com esse tipo de preciosismo que não tenha atentado para problemas básicos do filme, como falta de ritmo, e diálogos e situações risíveis.
 
Com cenas que beiram os piores momentos das pornochanchadas e efeitos especiais toscos, As 12 estrelas atira para todos os lados, com direito a troca de corpo e uma provável cena de zoofilia. Ao final, ninguém sai impune – especialmente que se aventurar a ver o filme. O roteiro teve assessoria da astróloga Barbara Abramo, que poderia muito bem ter visto nos astros que o filme estava fadado a desandar.

Sem assinatura


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança