Solomon Kane - O caçador de demônios

Solomon Kane - O caçador de demônios

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 2 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Deserdado pelo pai, Solomon Kane se torna um ladrão. Sua vida muda radicalmente quando se encontra com um intermediário do demônio. Mais tarde, ele terá de voltar à ativa para salvar a vida de uma moça.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

03/09/2010

O escritor Robert Ervin Howard (1906-1936) criou, quatro anos antes de se matar, um personagem muito conhecido, imortalizado nas histórias em quadrinhos e no cinema: Conan, o Bárbaro. Chega às telas (em versão dublada e legendada) outro personagem criado pelo escritor texano, que também foi aproveitado em gibis no anos 1970, Solomon Kane, uma espécie de vingador de espada que, um dia, viveu sob a ameaça de perder sua alma para o diabo.
 
Kane, personagem de diversos contos fantásticos publicados em revistas populares americanas, as chamadas pulp fiction, é até mais interessante que o musculoso guerreiro, interpretado no cinema por Arnold Schwarzenegger. Nobre deserdado pelo pai, Solomon Kane (James Purefoy) é um homem cruel e vingativo, saqueador de castelos, que, depois de escapar de um encontro com um intermediário do diabo, decidiu que era hora de mudar de vida. Acolhido por padres, recolhe-se à meditação e abandona as armas.
 
Mas tudo mudará quando os religiosos lhe pedirem para abandonar o local e reiniciar sua vida longe dali. Os campos ingleses do século XVII são uma terra violenta e arrasada. Os camponeses são perseguidos e escravizados por hordas de bandidos, comandados por um bruxo com poderes demoníacos. O cenário se assemelha aos filmes futuristas depois da destruição nuclear: pessoas famintas e criaturas monstruosas vagueiam por estradas desertas e sombrias.
 
Nesse caminho, Kane se junta a uma família que pretende imigrar para a América. Não demora para que o grupo seja atacado e Meredith (Rachel Hurd-Wood), a filha adolescente do casal, sequestrada. Kane não vê alternativa a não ser abandonar sua vida espiritual e desembainhar novamente a espada para resgatar a garota. Ele sabe que, ao final da busca, terá de acertar contas com o demônio.
 
Perseguições, lutas, desmembramentos e decaptações temperam a quase totalidade do filme, dirigido por Michael Basset. Em alguns momentos não há como não lembrar das batalhas e cenas épicas da trilogia O Senhor dos Aneis. Mas, o que transborda no filme de Peter Jackson, uma história intrigante e bem conduzida, falta em Solomon Kane. Aqui, o roteiro é raso e não exige nenhuma superação dos atores. É um filme com vocação para passar na sessão da tarde da TV, como acabam as fitas de ação, principalmente as que possuem poucas qualidades.

Luiz Vita


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança