Homem de Ferro 2

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 32 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Depois de revelar ao mundo que é o Homem de Ferro, o empresário Tony Stark consegue a paz mundial. No entanto, sua alegria dura pouco. Um vilão russo quer acabar com o herói e se une a um fabricante de armas pouco idôneo.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

26/04/2010

Como todo filme de super-heroi que se preze, Homem de Ferro 2 aspira ser mais do que realmente é. E como a maioria deles, o longa tropeça em suas próprias pretensões. O filme almeja ser um comentário sobre o estado do mundo contemporâneo e o preço da paz, mas acaba se resignando com o que é mais fácil, cômodo e rentável: fazer piadas.
 
A certa altura, o protagonista (novamente interpretado por Robert Downey Jr, que entre o primeiro filme, de 2008, e este ainda encarnou o detetive Sherlock Holmes) pendura na parede de sua sala um quadro do Homem de Ferro. Não é uma pintura qualquer, é um desenho estilizado, em tons de azul e vermelho – tal qual o famoso pôster usado por Barack Obama em sua vitoriosa campanha presidencial, em 2008. Talvez, a intenção do diretor, novamente Jon Favreu, e do roteirista, o ator Justin Theroux, fosse realmente ligar o personagem ao atual presidente dos EUA (o heroi declara que a paz mundial só existe graças a ele), ou talvez o cartaz seja apenas mais uma piada, entre tantas outras, perdidas no filme.
 
Ao contrário do primeiro, Homem de Ferro 2não está muito interessado em desenvolver uma trama e construir personagens para culminar em sequências de ação. Aqui, as correrias, tiros e explosões são precedidas de brincadeiras que deverão divertir apenas os iniciados.
 
Enquanto o primeiro filme trazia o prazer da descoberta, da apresentação, Homem de Ferro 2 parece gerado por um programa de computador que esquece de incluir itens básicos como história empolgante, personagens interessantes e reviravoltas bem sacadas. A direção de Favreau não poderia ser mais mecânica e despersonalizada. Destacam-se apenas Downey Jr e o ótimo Sam Rockwell (Frost/Nixon), mais pelo talento e capacidade de atuação de ambos do que por aquilo que o filme oferece.
 
O fiapo de trama que serve para amarrar as pancadarias metálicas envolve uma rivalidade entre Tony Stark e seu concorrente, Justin Hammer (Rockwell), ambos empresários do setor bélico. Este pretende a todo custo criar uma espécie de Homem de Ferro genérico capaz de ser produzido em série para ser usado pelo governo dos Estados Unidos, como garantia da paz. O próprio governo, aliás, insiste que Stark entregue “sua arma” – embora o empresário/super-heroi negue que tenha uma arma.
 
Há também um vilão russo (lembrança dos tempos da Guerra Fria) interpretado por Mickey Rourke (O Lutador), que quer se vingar de Stark, pois, segundo ele, sua família foi destruída pelo pai de Tony. Seja lá quem for, ele parece ser o único capaz de criar aparelhos à altura para bater de frente com o Homem de Ferro.
 
Já às personagens femininas não há muito a oferecer. Gwyneth Paltrow (Amantes) é, novamente, a secretária de Stark que, dessa vez, dá a ela a presidência de sua empresa. E Scarlett Johansson é Natalie Rushman, uma assistente do departamento jurídico que, mais tarde, se revela um pouco mais do que isso.
 
Como puro entretenimento, Homem de Ferro 2 deixa a desejar com seu ritmo cambaleante, humor fraco e a pouca novidade que traz em relação ao filme anterior – aquele sim bem mais divertido. No final das contas, a estrela do filme, o super-heroi, nem tem chance de aparecer tanto em cena, e o que fica é apenas a fumaça da pancadaria.

Alysson Oliveira


Trailer


Comente
Comentários:
  • 30/04/2010 - 11h26 - Por Gabriel Você realmente não sabe do que está falando!!! hauahuaha

    E também não conhece a história do herói para entender oque representam e nem quem são os personagens.
    Quando você diz "Talvez, a intenção do diretor, novamente Jon Favreu, e do roteirista, o ator Justin Theroux, fosse realmente ligar o personagem ao atual presidente dos EUA" apenas demonstra o quanto você não entendeu nem quem é o personagem principal, muito menos qual era a idéia que o diretor queria passar dele (que é fiel a dos quadrinhos).
    Muitas das suas opiniçoes são apenas de alguém que viu o filme mas nem se deu o trabalho de tentar realmente entender o que se passava,o que é lamentável para um "crítico". hauahaUHAUh


    E o Jon Favreu não está fazendo um trabalho tão ruim assim, apenas poderia ter mostrado de um modo menos confuso para quem não conhece os quadrinhos a relação de Nick fury e a SHIELD (que serve apenas como ponte para o filme do Vingadores) com a história do herói. E o filme de LONGE não é tão ruim quanto você demonstra !!!
  • 30/04/2010 - 16h59 - Por Roberto Pelo Amor de Deus homem...do que vc tá falando???? Vc por acaso já leu um gibi na vida??? Que ligações é essa com o atual governo americano que vc fez??? Faça-me um favor, limite-se a pedir desculpas aos seus leitores (se é que existe alguém, pois só estou aqui por que achei absurdo o que vc escreveu).
  • 02/05/2010 - 00h04 - Por Jailton Realmente seu comentário foi infeliz. Espero que da próxima vez, faça uma pesquisa de campo e leia os quadrinhos para identificar que esse filme retratou com qualidade o que passa nos gibis. Bem, em matéria de adaptação dos quadrinhos: perfeito. Em matéria de filme...isso você deixa para analisar para "os filmes": narrativa, personagens psicologicamente complexos, história sensacional, etc. Não uma adaptação. É exigir demais.
  • 03/05/2010 - 18h46 - Por Rogerio Bom, sem muito a acrescentar, você pode realmente entender de cinema(a critica traz essa impressão), mas peca no quesito pesquisa. Se tivesse se dado ao trabalho de colher informações na net pelo menos teria visto que não foi uma critica feliz.

    Abraços.
  • 04/05/2010 - 09h16 - Por Filipe O cara não pode fazer uma crítica e os fãs já ficam irritados, também achei que ficou abaixo do 1º filme.b
  • 04/05/2010 - 17h21 - Por Alysson Oliveira Obrigado pelos comentários, a discussão sempre é benvinda. Na minha crítica comento o que vi no filme, e creio que nenhum bom filme deva necessitar de um manual de instruções - como a leitura prévia dos gibis. A ligação com o governo atual americano não vem gratuitamente da minha opinião. Depreendi isso do pôster que Stark pendura na parede, com o Homem de Ferro estilizado tal qual Barack Obana no cartaz de sua campanha, assinado por Shepard Fairey. Se o diretor fez isso deliberadamente, sem se dar ao trabalho de notar as implicações que esse artifício traria ao filme, então foi ingenuidade dele.
  • 14/05/2010 - 18h47 - Por Fabio Eu acho que esta crítica está errada, e outra "benvinda" é considerado um nome próprio, se você realmente julgou todo o filme por causa daquele pequeno quadro a sua crítica não tem fundamento nenhum !
    Não é preciso nenhum conhecimento prévio para entender a trama do filme, apenas que você tenha visto o primeiro filme, os personagens são retratados como devem ser retratados.
  • 29/05/2010 - 22h31 - Por vinicius o filme é muito loco
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança