Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Rui e Vani são noivos há treze anos, e as coisas não são como antes. Para aquecer o relacionamento eles pensam em levar uma terceira pessoa para a cama com eles. Numa noite de muitas doideiras, eles buscam a candidata ideal.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

27/08/2009

Até agora, 2009 tem se mostrado bastante rentável para as comédias nacionais. Se Eu Fosse Você 2 está em segundo lugar na bilheteria do ano, com mais de 6 milhões de ingressos vendidos, perdendo apenas para A Era do Gelo 3 (9,129 milhões). A Mulher Invisível também não fez feio, no sétimo posto, já contabiliza quase 2,4 milhões de espectadores. Os Normais 2 – A Noite Mais Maluca de Todas chega com a tarefa de bater os quase 3 milhões de ingressos vendidos para o primeiro filme, em 2003.

Para atrair mais pessoa ao cinema do que Os Normais – O Filme, o diretor José Alvarenga Jr e os roteiristas Fernanda Young e Alexandre Machado resolveram apimentar e soltar o verbo de vez. Se muita gente achava a série da televisão (exibida entre 2001 e 2003) e o primeiro filme despudorados – não sabe o que vem pela frente em Os Normais 2 – A Noite Mais Maluca de Todas.

O conceito é simples: o noivado de 13 anos de Rui (Luiz Fernando Guimarães) e Vani (Fernanda Torres) está em crise. Pelas contas dela, eles transam umas 40 vezes por ano. Para que o relacionamento não apague de vez, ela topa realizar um sonho dele: um ménage a trois. Então, o casal passa a noite toda indo atrás de mulheres que topem cair na cama com eles.

Não há bem uma trama, mas uma série de esquetes numa comédia de erros. A primeira tentativa é a prima de Vani, Silvinha (Drica Moraes); depois entram na lista Débora (Claudia Raia), Clara (Daniele Suzuki), uma francesa (Mayana Neiva) e por aí segue.

Para quem gostava da série, que saiu do ar em 2003, essa é a chance de rever os personagens que marcaram época na televisão com jeito desbocado e falando de sexo sem pudor algum. Para quem não acompanhou o programa, Os Normais é uma comédia como outra qualquer – não é necessário um conhecimento prévio para embarcar no filme.

Para agradar ao público, tanto o leigo quanto o iniciado, Os Normais 2 – A Noite Mais Maluca de Todas joga as suas fichas num humor ligeiro, às vezes verbal, outras físico. Muitas das piadas se apóiam em preconceitos – contra idosos e nordestinos, por exemplo. Mas é tudo feito de uma forma quase ingênua, sem parecer ofender, até porque o politicamente correto nunca foi o forte de Rui e Vani.

Guimarães e Fernanda mantêm a química e o timing como se não tivessem deixado um dia sequer de interpretar os personagens neuróticos. A graça do filme, obviamente, está na dinâmica da dupla que se envolve em situações bizarras (entalados numa banheira com Claudia Raia, ou na cama com um bicho preguiça), e as encarar como se fosse algo normal.

Alvarenga Jr, que nesse ano dirigiu outro sucesso de bilheteria, Divã, cria espaço para os atores explorarem suas falas ou acrobacias humorísticas. Não é muito diferente daquilo que se via na série de televisão – apenas um pouco mais longo, com 76 minutos, em vez dos 30 de cada episódio – mas para quem é fã, isso é lucro.

Alysson Oliveira


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança