Um Amor Jovem

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

William Harding (Mark Webber) é um jovem ator sem sucesso em Nova York. Sara Garcia (Catalina Sandino Moreno) é uma aspirante a cantora. Os dois começam um romance.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

20/12/2007

Dois jovens se conhecem num bar de Nova York, numa noite qualquer. Nasce um namoro, mas eles são tão inexperientes, tão centrados em si mesmos, que a relação parece fadada ao fracasso. É mais ou menos por aí que vai o drama romântico Um Amor Jovem. Dirigido pelo também ator Ethan Hawke (Sociedade dos Poetas Mortos), o roteiro, assinado por ele, é baseado num romance de sua autoria, com toques autobiográficos.

William Harding (Mark Webber, de Querida Wendy) é um texano, radicado em Nova York, que tenta uma carreira como ator. Sara Garcia (Catalina Sandino Moreno, de Maria Cheia de Graça), uma aspirante a cantora. Se o começo do namoro vai muito bem – com direito a uma visita à mãe da moça, interpretada pela brasileira Sonia Braga – o passar do tempo mostra que nenhum dos dois está preparado para se entregar a algo mais sério.

Para William, seus fracassos amorosos têm base na relação problemática e pouco duradoura de seus pais, que se conheceram muito jovens no Texas. Sara acredita e insiste que ela não é tão interessante quanto o rapaz insiste em acreditar. Enfim, é uma relação que poderia ser simples. Afinal, eles são jovens, sem problemas muito sérios e com a vida toda pela frente, mesmo que as coisas custem a decolar. O mesmo acontece com o filme.

Tal qual Antes do Pôr-Do-Sol e Antes do Amanhecer, que Hawke protagonizou ao lado da francesa Julie Delpy, sob a batuta de Richard Linklater, Um Amor Jovem concentra-se boa parte do tempo na figura do casal – em especial em William, que conduz a narrativa. O filme fala das agruras de estar apaixonado, mas sem muito rumo na vida, sem saber ao certo o que fazer com esse relacionamento.

Pouco depois de se conhecerem, eles estão numa espécie de lua-de-mel no México, onde ele roda um filme. Ela volta para Nova York pouco antes dele. Quando se reencontram, o rapaz descobre que ela não quer mais ter um namorado. A reação de William – que inclui solilóquios de Romeu e Julieta sob a sacada do apartamento de Sara – soa bem real.

O que, na verdade, falta em Um Amor Jovem são outros momentos como esse. Os dois personagens soam deslocados no tempo, e, por isso mesmo, muito distantes daquilo que o filme quer retratar. Assim, os verdadeiros adultos – a personagem de Sonia Braga e a de Laura Linney, como mãe de William – acabam sendo mais interessantes do que os protagonistas. Hawke, por sua vez, também faz uma pequena participação como o pai do rapaz. Quando ele entra em cena, dá para entender porque o filme tem esse resultado.

Alysson Oliveira


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança