As Leis de Família

Ficha tcnica

  • Nome: As Leis de Família
  • Nome Original: Derecho de familia
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: Argentina
  • Ano de produo: 2006
  • Gnero: Drama, Comédia
  • Durao: 102 min
  • Classificao: Livre
  • Direo: Daniel Burman
  • Elenco: Daniel Hendler

Avaliao do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Pas


Sinopse

Ariel Perelman é um jovem professor de Direito que formou família e tem um filho pequeno. No dia a dia, ele faz de tudo para ser um pai diferente do seu próprio, um advogado simpático mas um tanto dominador. Logo percebe que não é tão fácil.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crtica Cineweb

02/08/2007

A busca pela figura paterna e o distanciamento entre pai e filho são temas que estabelecem um diálogo entre os dois filmes mais recentes do argentino Daniel Burman, O Abraço Partido (2004) e este As Leis da Família. Se no primeiro longa o pai é um ausente a quem o filho sempre procura, neste novo trabalho, o pai tenta estar mais presente na vida do filho, que evita uma maior aproximação.

Os dois são advogados, mas cada um à sua maneira. Afinal, o filho, Ariel (Daniel Hendler, figura constante nos filmes de Burman) acredita que ‘nesse escritório não há lugar para dois Perelmans’. Por isso, o rapaz segue uma carreira acadêmica. Essa não é a única diferença entre os dois. O rapaz, embora nunca diga isso, tentou a vida inteira nunca ser igual ao pai, Bernardo (Arturo Goetz).

Esse é o pensamento que o domina, até o momento em que Ariel torna-se pai também. Na criação de seu filho Gastón (Eloy Burman, filho do diretor), ele quer tentar não cometer os mesmos erros de seu pai. Descobre que não é fácil. A omissão parece estar nos genes dos Perelman, tanto que Ariel pergunta assustado para a esposa se ela sabia que o filho estava matriculado numa escola suíça. Ela sabia, ele, não.

Aos poucos, Burman vai examinando as relações entre avós, pais e filhos. O título ‘as leis de família’ remete a um código rígido, pré-estabelecido de relações, que os Perelman vão quebrando mesmo involuntariamente e restabelecendo-o conforme sua própria conduta. Como nos outros filmes de Burman, os detalhes têm um peso importante. São pequenos gestos e atos que vão se somando e construindo camadas. Os personagens são pessoas que se comunicam pouco e quando decidem fazê-lo, pode ser tarde demais. Numa cultura como a latina, há pouco encorajamento para os homens expressar seus sentimentos verbalmente. Assim, as imagens são mais importantes do que os diálogos. Um close no rosto de Hendler, nos minutos finais, diz muito.

As Leis de Família mostra uma evolução de Burman como diretor. Sua origem judia sempre esteve presente em seus filmes e sempre foi uma questão relacionada à busca da identidade. Aqui, ele lida com o mesmo tema com muito mais amadurecimento e universalidade. Se à primeira vista a trama soa como um batido drama familiar em que no final todos os problemas se resolvem e os protagonistas passam a enxergar o mundo de outra forma, o que se vê na tela são imagens bem orquestradas construídas sobre uma narrativa que favorece elipses e desenvolvimento de personagens.

Alysson Oliveira


Deixe seu comentrio:

Imagem de segurana