Um Amor para Recordar

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 17 votos

Vote aqui


País


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

06/02/2003

De tudo o que se pode fazer por amor, tornar-se melhor por meio dele é uma das mais singelas e encantadoras conseqüências de uma relação. E esta é a maior - e melhor - conclusão que se pode encontrar ao ver Um Amor para Recordar. Apesar de estar longe de ser um tema original, o filme é sutil e sensível o bastante para o espectador não sentir-se enjoado com tanto açúcar.

Estrelada pela cantora teen norte-americana, e agora atriz, Mandy Moore, a história tem de tudo: humor, drama, romance, farras estudantis (tão caras ao cinema americano) e muita música. E é justamente essa miscelânea que faz o filme superar em muito os demais romances adolescentes de Hollywwod. Mesmo não fugindo dos clichês, inerentes ao gênero, mantém equilíbrio entre os mais diversos temas trabalhados. O espectador, então, passa a se sentir em uma montanha-russa emocional.

Grande parte dessa qualidade se deve ao par romântico do filme, principalmente pelo carisma da bela Mandy e pela grande performance de Shane West. A química entre os dois é surpreendente e o talento de ambos para as cenas mais dramáticas é emocionante. Entenda-se aqui, que o papel de ambos não é nada fácil, afinal o mínimo desleixo poderia fazer o filme despontar para o fracasso e, com ele, seus atores.

Na história, West interpreta Landon Carter, um aluno popular e sem escrúpulos da Escola Beaufort (Beaufort-Carolina do Norte). Em completa oposição a ele, encontra-se Jamie Sullivan (Mandy), religiosa e isolada. Não resta nenhuma dúvida, mesmo para os espectadores mais desinformados, que os dois (seja qual for o motivo) irão se encontrar e, claro, se apaixonar. Daí, Jamie transformar a vida de Carter é o segundo passo.

No entanto, o interessante do filme é a forma em que o lugar-comum das situações mais adversas que o filme apresenta são repelidos. Os próprios protagonistas percebem os chavões de um relacionamento desse tipo e se divertem com ele - e, com isso, seus espectadores.

O filme ainda traz os atores Peter Coyote, no papel do reverendo Sullivan, pai de Jamie, e Daryl Hannah, como mãe de Carter. Ofuscados pela competência e graça dos mais jovens, ambos ficam pálidos frente à presença dos protagonistas. Nesse ponto, um esforço maior dos roteiristas poderia dar aos veteranos um brilho a mais, que tanto necessitam.

De fato, o saldo de Um Amor para Recordar é bastante positivo. Um filme digestivo para fins de semana a dois. Mas não é só isso. Além do romance, o filme nos faz recordar que o grande significado do afeto é que ele pode realmente nos tornar mais completos e melhores. Mas, para isso, deve-se olhar para o lado.

Cineweb-7/2/2003

Rodrigo Zavala


Comente
Comentários:
  • 25/09/2010 - 12h39 - Por amanda eu amo esse filme queria que passase na tv outra vez
  • 14/06/2011 - 14h39 - Por Thais Peschel Filme é muito bom, é fácil de se entender. Isso é muito bom poorq hj em dia é difícil filmes q falem de amor e drama de uma forma leve.
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança