Um Bom Ano

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 4 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Com roteiro baseado no romance homônimo de Peter Mayle, esse drama romântico mostra um investidor que acaba abandonando o caos de Londres para morar na Provence, na França. Chegando lá, ele terá de enfrentar a fúria de uma jovem americana que diz ser a dona das terras que ele acabou de herdar.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

30/11/2006

Numa das cenas deste filme, o personagem Henry (Albert Finney) pergunta ao seu pequeno sobrinho Max (Freddie Highmore) o que ele quer ser quando crescer. Entre as profissões que o garoto cita está comediante. Então, o tio diz que esse não é um trabalho muito fácil, pois depende muito do timing. O menino parece ter seguido o conselho do tio e, anos mais tarde, é um corretor de ações, agora interpretado por Russell Crowe. Já o diretor Ridley Scott não segue esse conselho e faz uma suposta comédia romântica tediosa, sem o menor charme ou graça. Tudo uma questão de falta de timing.

O roteiro do filme, escrito por Marc Klein, é baseado no romance Um Bom Ano, de Peter Mayle, amigo de Scott (a quem ele dedica o livro), e para quem ele escreveu tendo em mente transformá-lo em filme. O livro não é ruim, é apenas descartável. Como toda a literatura desse escritor, conta sobre a vida na região da Provence, onde ele mora e é vizinho de Scott, aliás. Mayle se sai mais bem em suas obras de não-ficção, quando registra os costumes e a vida na região. No filme, tanto quando no original, falta desenvolvimento de narrativa e personagens.

Depois de adulto, Max abandonou a vida idílica na Provence e voltou para Londres, onde se firmou. Como todo bom clichê, ele é implacável, inteligente, sem coração e sarcástico. No entanto, quando o tio morre, herda a casa e a vinícola. Ele vai para a França para acertar os documentos e vender a propriedade, mas acaba ficando mais tempo do que o planejado, conhece uma bela francesa e recebe a visita de uma suposta filha de seu tio, que clama ser a herdeira.

A trama não é de todo ruim, fosse dado o tratamento correto, e os personagens tivessem mais alma – em especial Max. São pequenos detalhes que nunca o transformam num ser humano de verdade. Ele é supostamente muito inteligente, mas sequer sabe o que é um enólogo – embora tenha aprendido sozinho na infância o processo de fabricação de vinho. Crowe já deu diversas provas de ser um grande intérprete, mas aqui se encontra longe da densidade dos papéis que construíram a sua carreira. Ele e o diretor optam por uma comédia física – com momentos de pastelão mesmo – que nunca é engraçada e beira o constrangimento. Não dá para imaginar um sujeito como ele caindo numa piscina cheia de barro. Crowe simplesmente não tem o tipo físico e a leveza de um sujeito engraçado. Será que ninguém pensou que poderia ser muito mais divertido vê-lo arrancar um aparelho de telefone da parede e jogar em cima de alguém?

Já os personagens franceses são um verdadeiro desfile da visão hollywoodiana desse país. A bonitona sensual e despudorada é vivida pela bela Marion Cotillard (Big Fish), cuja função nada mais é que mostrar a sua derrière para o personagem de Crowe, para provar que ele a derrubou da bicicleta. Claro que ela é o interesse amoroso dele e tudo mais – mas isso, nunca é mais interessante do que o corpo da atriz. Valeria Bruni Tedeschi (Os 5 Tempos do Amor) também tem os atributos dramáticos resumidos a uma tatuagem no tornozelo.

Provence é linda e viver lá é o máximo. Não há a menor dúvida, mas Scott não consegue provar isso no seu filme – embora abuse da paisagem local. Mas em Um Bom Ano as únicas pessoas capazes de se divertir na região, além dele, são Mayle e Crowe. Ao resto da humanidade, mas vale uma visita à locadora e um aluguel de Sideways.

Alysson Oliveira


Comente
Comentários:
  • 05/03/2011 - 22h42 - Por Luiz Alves O filme segue uma linha de comédia leve, despretenciosa, deliciosa e até romântica. A paisagem é linda. O filme é ótimo, e o comentário sim, não apresenta o citado "timing".
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança