Incuráveis

Ficha tcnica

  • Nome: Incuráveis
  • Nome Original: Incuráveis
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: Brasil
  • Ano de produo: 2005
  • Gnero: Romance, Drama
  • Durao: 81 min
  • Classificao: 16 anos
  • Direo:
  • Elenco: Dira Paes, Fernando Eiras

Avaliao do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Pas


Sinopse

Um casal sem nome (Fernando Eiras e Dira Paes) se encontra num hotel barato. Dentro do quarto, conversam, discutem, se amam e desafiam. Tudo pode acontecer nesta noite em que não vale nenhuma regra e se discute o sentido do amor. Baseado na peça A Dama da Lapa, de Marcelo Pedreira.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crtica Cineweb

08/11/2006

Premiado em 2005 com o troféu de melhor ator para Fernando Eiras no Festival de Brasília, este drama competente, que marca a estréia em longa do premiado curta-metragista carioca Gustavo Accioli, foi vítima de uma maldição que ronda vários filmes brasileiros: não encontrava distribuidor que o lançasse em salas de cinema.

Felizmente, o desafio (ou preconceito) foi superado e este drama competente pode ser avaliado por quem de direito, os espectadores de cinema. Apenas dois atores estão em cena: a ótima Dira Paes, que a televisão insiste em desperdiçar em papéis abaixo do seu talento, e Fernando Eiras, ator veterano de teatro e cinema que o grande público só está descobrindo melhor agora que ele freqüenta novelas.

Os dois interpretam um casal sem nome. A ação acontece toda numa única noite, num quarto de hotel barato, dentro de cujos limites não há regras. Assim, este homem e esta mulher se envolvem em vários jogos de palavras, batalhas verbais e sexuais, alternando momentos de fúria, exasperação, desejo, tristeza, raiva e repulsa. A maneira criativa como o diretor usou este cenário limitado contou com a total cumplicidade desta extraordinária dupla de intérpretes, que tiram o melhor do texto teatral original, a peça A Dama da Lapa, de autoria do dramaturgo Marcelo Pedreira, que divide com Accioli a autoria do roteiro.

Para gostar do filme, é preciso se envolver neste mar de palavras e sentimentos que o filme derrama em alta voltagem, com uma concisão quase cirúrgica e que abre as portas à discussão do sentido do amor. Trata-se, por certo, de uma abordagem adulta, descontaminada de um certo tipo de romantismo superficial que costuma embalar filmes do gênero.

O título, talvez, é que poderia ser diferente, embora faça bastante sentido dentro da trama. Tomara que o público seja inteligente e não se deixe afugentar por este detalhe insignificante.

Neusa Barbosa


Deixe seu comentrio:

Imagem de segurana