Tristão & Isolda

Ficha técnica

  • Nome: Tristão & Isolda
  • Nome Original: Tristan + Isolde
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: República Tcheca
  • Ano de produção: 2006
  • Gênero: Romance, Drama
  • Duração: 125 min
  • Classificação: 14 anos
  • Direção:
  • Elenco:

Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Quando Isolda (Sophia Myles) salva a vida de Tristão (James Franco) e se apaixona por ele, nem desconfia que pertencem a reinos inimigos. Porém, o destino os coloca mais próximos, o que poderá concretizar a tragédia que sempre os perseguiu.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

20/06/2006

Um sinal de mais no meio do título original de Tristão e Isolda (Tristan + Isolde) diz a que o filme veio. Ele quer ser parente de Romeu + Julieta, de Baz Luhrmann. Mas aqui faltam inspiração, energia e um protagonista talentoso como Leonardo Di Caprio no papel do herói. James Franco (Homem Aranha) protagoniza momentos constrangedores, com os olhos marejados o tempo todo e declamando diálogos ruins – o que nem é tanto culpa dele.

Baseado na lenda celta (e não na famosa ópera homônima de Wagner), Tristão e Isolda é uma mistura de Romeu + Julieta e As Brumas de Avalon, ou seja, um casal que não pode ficar junto, cercado de muita neblina e personagens com roupas medievais. Entre uma cena romântica e outra, acontecem algumas batalhas.

Dirigido por Kevin Reynolds (Waterworld), Tristão e Isolda fala de amor em tempos de intolerância. Ela é uma princesa Irlandesa que salva a vida de Tristão, um nobre da Cornualha. Ela não sabe porém, que ele é uma espécie de filho adotivo de Lorde Marke (Rufus Sewell), um líder que sonha unir as tribos da Inglaterra e livrá-la do domínio irlandês.

O amor proibido de Tristão e Isolda vem do fato de pertencerem a reinos inimigos e também porque a família dele foi assassinada durante uma invasão irlandesa. Porém, quando ela salva a vida dele, o casal não sabe quem é quem. Além disso, Isolda esconde sua identidade, o que trará mais desencontros no futuro.

Apesar de Sophia Myles (Underworld), intérprete de Isolda ser esforçada e encontrar diversas nuances em sua personagem, não existe química entre o casal. Franco não se esforça para criar um romântico apaixonado – aliás, ele mal parece estar interessado na parceira. Assim o filme não tem de onde tirar forças para se sustentar, apesar das boas direções de fotografia e arte.

A produção é dos irmãos Tony e Ridley Scott. Este, aliás, desenvolve o projeto há mais de vinte anos e pensava em dirigi-lo. Tecnicamente caprichado, Tristão e Isolda nunca convence no plano onde deveria ser mais forte: o do romance. A dimensão trágica dos personagens está lá, mas pouca gente vai se importar se eles vão morrer ou ficarem juntos no final.

Alysson Oliveira


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança