Um Lugar Para Recomeçar

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 4 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Viúva e mãe de uma filha, Jean (Jennifer Lopez) foge do namorado espancador. Leva a filha de 12 anos (Becca Gardner) para um rancho no Wyoming, onde a menina vai descobrir que tem um avô (Robert Redford). Este recebe mal a ex-nora, que considera culpada pela morte do filho. Mas seu empregado Mitch (Morgan Freeman) e a menina vão convencê-lo a mudar de atitude.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

13/03/2006

Com um nome que assume os muitos clichês a que a história recorre, pode-se até dizer, com razão, que os principais envolvidos com este filme, como o diretor Lasse Hallstrom e os principais atores (Robert Redford e Morgan Freeman) já viveram momentos melhores. Feita a ressalva, no entanto, não há como não reconhecer que aqui está uma história boa de ver – justamente por causa de Hallstrom, Redford, Freeman e da novata adolescente Becca Gardner. Até Jennifer Lopez, que como até as pedras sabem, não costuma fazer as melhores escolhas de roteiros, escapa com dignidade na avaliação final.

Jennifer interpreta Jean, uma viúva, mãe de uma menina de 12 anos, Griff (Becca Gardner). Vive com um namorado violento, Gary (Damien Louis), até o dia em que se cansa de apanhar dele. Pega o carro, as malas e a filha e parte para uma cidade remota no bucólico Wyoming. Lá, a menina Griff vai descobrir que tem um avô que não sabia que existia, o endurecido rancheiro Einar (Robert Redford). A má notícia é que ele odeia a visita da ex-nora, que considera culpada pela morte de seu único filho, num acidente de carro.

O avô também fica surpreso ao descobrir a existência dessa neta. Jean informa-o de que descobriu estar grávida do falecido pouco depois do enterro, quando saiu da cidadezinha pensando nunca mais voltar e ter de encarar esse capítulo doloroso da vida. Agora, tudo o que Jean pede é abrigo na fazenda, apenas pelo período suficiente para que arranje um emprego e junte dinheiro para montar sua casa novamente.

A contragosto, o sogro cede. Também está intrigado com a existência da neta, que rompe o isolamento quase completo em que ele se colocou nos últimos 12 anos. Nesse tempo todo, ele tem apenas a companhia do ex-empregado, Mitch (Morgan Freeman), que ficou aleijado depois do ataque de um urso.

Para quem notar a visível semelhança da interpretação de Morgan Freeman aqui com aquela lhe deu o Oscar de melhor ator coadjuvante em 2005, em Menina de Ouro, vale a informação: o ator fez este filme antes de Menina de Ouro. Acontece que Um Dia para Recomeçar ficou por dois anos na prateleira da Miramax e foi lançado com atraso depois que os irmãos Weinstein deixaram a direção do estúdio.

Mesmo não havendo grandes novidades no desenvolvimento desta história sentimental, ela é conduzida com competência por Lasse Hallstrom. O diretor sueco já fez melhor na terra natal, por exemplo, com o potente Minha Vida de Cachorro (1985). Mesmo alguns dos filmes já feitos em Hollywood, como Regras da Vida (1999), são bastante superiores. Mas este é um trabalho digno. Conta com o inegável presente que é ver na tela Robert Redford, que pouco atua ultimamente – fica por demais envolvido como produtor e diretor do festival de Sundance. E a menina Becca é um talento indiscutível - longa vida a ela, que pôde aqui contar com tão bons professores.

Neusa Barbosa


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança