Quanto Mais Quente Melhor

Quanto Mais Quente Melhor

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 5 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Jerry e Joe são dois músicos que presenciam, sem querer, uma execução da máfia. Forçados a fugir para salvar suas vidas, disfarçam-se de mulher e entram numa orquestra de senhoritas - onde Joe, agora sob o nome de Josephine, fará das tripas coração para disfarçar sua crescente paixão pela sexy colega Sugar Kane, que ignora a verdade sobre os dois.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Galeria de fotos

  • Quanto mais quente melhor
  • O príncipe encantadao
  • Adorável Pecadora
  • Torrentes de paixão
  • Nunca fui santa
  • O pecado mora ao lado
  • Cartaz do festival de Cannes de 2012

Crítica Cineweb

08/01/2003

Em 1976, Billy Wilder respondeu aos críticos que o acusavam de estar fora de sintonia com os novos tempos: "Considero isto um cumprimento. Com os diabos, quem é que quer estar em sintonia com estes tempos?". A réplica irônica do cineasta não diz respeito ao clássico Quanto Mais Quente, detentor de diálogos sofisticados e deliciosamente divertidos. Em cópia nova, o filme de 1959 vocifera contra problemas contemporâneos como a violência, o desemprego e o alcoolismo.

Lançado no final dos repressivos anos 50, a fita de Wilder atacou o puritanismo americano fazendo humor através de insinuações sobre a sexualidade - há uma piada que sugeria o sexo oral - além de brincar com estereótipos relacionados à homossexualidade e impotência. Tendo como base os filmes de gângsteres das décadas de 20 e 30, Billy Wilder realiza aqui uma obra inesquecível que culmina na célebre frase: "Ninguém é perfeito".

Durante a Lei Seca, na Chicago de 1929, Joe (Tony Curtis) e Jerry (Jack Lemmon) sobrevivem dos trocados que recebem em uma boate de propriedade do mafioso Spats Colombo (George Raft). Depois de uma batida policial no local, a dupla de músicos fica desempregada e, para piorar a situação, testemunha o Massacre do Dia de São Valentim, no qual saem mortos Toothpick Charlie (George E. Stone) e sua gangue. Os músicos têm, então, de deixar a cidade rapidamente e, para tanto, se juntam à banda de garotas de Sweet Sue (Joan Shawlee) cujo próximo show será em Miami, travestidos com roupas e perucas femininas.

Joe, agora atendendo pelo nome de Josephine, e Jerry, que virou Daphne, fazem de tudo para que ninguém descubra que são homens, mas o plano fica ameaçado diante da paixão fulminante que o último nutre pela vocalista do conjunto Sugar Kane (Marilyn Monroe).

Marilyn, linda mesmo com uns quilinhos a mais, canta e dança em números como Running Wild e I Wanna Be Loved by You. Segundo filme da atriz com Wilder - o primeiro foi O Pecado Mora ao Lado (1955), da famosa cena em que seu vestido branco levanta enquanto caminha sobre a grade de ventilação do metrô -, Quanto Mais Quente Melhor teve incontáveis takes porque Marilyn era incapaz de lembrar as falas. Wilder chegou a escrever notas para lembrá-la dentro de todas as gavetas dos móveis do cenário, e mesmo assim ela não se recordava em qual delas estava o lembrete.

Esta é considerada a melhor comédia da história do cinema mas Billy Wilder também assinou obras-primas do cinema noir (Pacto de Sangue), do drama psicológico (Crepúsculo dos Deuses) e do melodrama (Se Meu Apartamento Falasse). A carreira sólida lhe rendeu 21 indicações ao Oscar, das quais faturou sete, incluindo prêmio honorário em 1988. O diretor, que sempre atacou a hipocrisia com humor ferino, morreu aos 95 anos, em março de 2002, sem realizar sua última fantasia: queria morrer aos 104 anos, assassinado por um marido ciumento que o encontrasse na cama da mulher. "Fiz muitas coisas das quais não gosto, deixei de fazer outras tantas que gostaria. Esse é o resumo da minha vida."

Cineweb-30/5/2002

Luara Oliveira


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança