Asterix e Obelix: Missão Cleópatra

Ficha tcnica


Avaliao do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


Pas


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crtica Cineweb

03/02/2003

Recordista de bilheteria na França, com cerca de 15 milhões de ingressos vendidos em apenas quatro meses de exibição, os heróis gauleses dos quadrinhos Asterix e seu inseparável companheiro Obelix desembarcam no Brasil em uma nova aventura dirigida por Alain Chabat.

Compensando com vantagens a ausência do italiano Roberto Benigni, que tinha um papel divertido no primeiro episódio, Asterix e Obelix: Missão Cleópatra traz da Itália uma substituta de peso: a modelo e atriz Monica Bellucci, deslumbrante no papel da rainha egípcia por quem Júlio César arrastava um bonde (ou uma biga, o meio de transporte da época).

Christian Clavier e Gérard Depardieu vestem novamente a roupa de Asterix e Obelix, desta vez no antigo Egito. Eles são chamados por Númerobis (Jamel Debbouze, o quitandeiro de O Fabuloso Destino de Amélie Poulain) para ajudá-lo a construir um palácio em honra de Júlio César. Cleópatra apostou com o imperador romano que seu arquiteto é capaz de concluir a obra em três meses. Se Númerobis não der conta da missão, será lançado aos crocodilos.

Apavorado, consegue convencer o druida gaulês a dar sua poção mágica aos escravos e transformá-los em superoperários. Mas César descobre o estratagema e tenta boicotar a construção, armando ciladas para a equipe gaulesa.

O filme é uma boa diversão para os fãs dos personagens de Uderzo e Goscinny com um humor inteligente e atual. A atuação de Isabelle Nanty (a hipocondríaca de Amélie) é hilariante no papel de uma líder sindical dos escravos que trabalham na construção do palácio.

Cineweb-25/10/2002

Luiz Vita


Deixe seu comentrio:

Imagem de segurana