Monster - Desejo Assassino

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

15/06/2004

O filme da diretora Patty Jenkins, que deu a Charlize Theron o Oscar de melhor atriz este ano, estréia no Brasil cercado de expectativas e, com certeza, não frustrará quem esperou tanto tempo para acompanhar a impressionante mudança física sofrida pela atriz para encarnar o papel de Aileen, uma prostituta que se transforma em fria serial killer. Quem acreditava que Charlize era apenas mais um rostinho bonito de Hollywood terá de concordar que, em Monster - Desejo Assassino, consegue impor seu talento como atriz dramática, numa história humana e comovente.

Em Monster, Charlize, que já teve oportunidade trabalhar com diretores de prestigio - como Woody Allen (O Escorpião de Jade) -, conseguiu finalmente um papel onde deixou de ser coadjuvante e brilhou praticamente sozinha. Mesmo representando uma mulher deformada fisicamente, completamente desglamurizada, Charlize consegue atrair pelo menos a compaixão do lado de cá da tela. Tarefa difícil para uma personagem, inspirada numa mulher que realmente existiu, que não pensa duas vezes antes de matar suas vítimas, sempre clientes em busca de sexo rápido e barato.

Mas para entender a psicologia da personagem é preciso acompanhar sua trajetória, desde que foi abandonada pela mãe e obrigada a se prostituir nas ruas para sobreviver. Da adolescência até a fase adulta, Aileen viveu nas ruas e não deu ou recebeu afeto. Sua vida muda quando conhece uma jovem lésbica num bar de estrada, Selby (Christina Ricci), por quem acaba se apaixonando, mesmo sem ter tido no passado relações com outras mulheres. Se o amor da jovem tem o poder de iluminar sua vida, por outro lado também será o responsável pelo desencadeamento de uma espiral de violência que a colocará na lista das mais procuradas da polícia.

A primeira coisa que Aileen pensa em fazer para dedicar-se exclusivamente a Selby é abandonar a prostituição e recomeçar vida nova. Mas, sem dinheiro para tirar a garota de casa, acaba concordando em fazer um último programa. Aileen é violentada pelo cliente e, em legitima defesa, acaba matando-o. É o início de uma série de crimes que cometerá em busca de dinheiro e também de vingança pelo que sofreu no passado. O apoio de Selby é tudo o que Aileen precisa para manter sua vida num patamar de normalidade que ela finge existir. Tudo caminha rapidamente para um desfecho trágico e Selby representará um papel definitivo, que traçará o destino das duas mulheres.

Luiz Vita


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança