Por um Triz

Ficha técnica


País


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

03/03/2004

Denzel Washington retoma a parceria com o diretor Carl Franklin (O Diabo Veste Azul) e assume o controle de uma história de suspense com bastante tempero e adrenalina. Na contramão da liturgia do cinema noir, Franklin evita os becos escuros e os tipos soturnos, preferindo mostrar cidades ensolaradas, roupas e cenários encharcados de luz e cor, explorando a ambigüidade de esconderem, mesmo assim, um lado sombrio. Em O Diabo Veste Azul, o cenário era Los Angeles, em Por um Triz, uma cidadezinha litorânea da Flórida.

Quase divorciado, o xerife local, Matt Whitlock (Denzel), arrisca-se num tórrido caso com a sensual Ann Harrison (Sanaa Lathan), mulher casada com um ex-jogador de futebol violento e possessivo (Dean Cain). A seqüência inicial, em que o xerife atende a uma falsa chamada profissional de Ann, não deixa dúvidas quanto à altíssima voltagem de sua paixão, que prepara o terreno de toda a trama que vem a seguir.

No cofre de sua delegacia, Matt guarda alguns milhares de dólares, apreendidos de uma gangue mafiosa, à espera de uma ordem judicial para sua transferência. A pequena fortuna alimenta os sonhos de seu colega, o médico-legista Chae (John Billingsley), louco para comprar um barco com o amigo Matt. Mas aí é tudo brincadeira. Fora da delegacia, arma-se um plano para colocar a mão nessa bolada, usando a paixão de Matt por Ann.

Quando o xerife dá por si, acha-se duplamente encrencado, no sumiço do dinheiro do cofre sob sua responsabilidade e num duplo assassinato - cujas vítimas é melhor não identificar aqui. Policial experiente, ele investiga por conta própria, tentando ganhar tempo e desviar de si as suspeitas que não tardarão a alcançá-lo. Para complicar, vem ajuda de fora no inquérito: sua ex-mulher, Alex (Eva Mendes), chega ali com plenos poderes para esclarecer o caso.

O roteiro de David Collard explora habilmente a tensão sexual que ainda existe entre Alex e Matt, em processo de divórcio, e o jogo de gato-e-rato pelas ruas de Miami, Boca Grande e Cortez, na Florida, onde o filme foi feito. Da mesma forma, distribui incidentes que aumentam a pressão sobre Matt, que tenta correr adiante de Alex na perseguição das pistas para resolver o caso antes dela - sem se auto-incriminar. Trata-se um policial elegante, que evita excesso de violência e mantém altas doses de humor, especialmente nas participações do médico Chae. Se não chega a acrescentar nenhum desafio na carreira do oscarizado Denzel Washington, o filme também não tem nada para manchar sua biografia. É diversão de bom gosto e não pretende ser mais do que isto.

Neusa Barbosa


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança