CINE PE 2016

“Danado de Bom” vence o 20º Cine PE com quatro troféus

Sem assinatura
“Danado de Bom” vence o 20º Cine PE com quatro troféus
O filme Danado de Bom, primeiro longa da diretora Deby Brennand, foi o grande vencedor do 20º Cine PE com quatro troféus Calunga: melhor filme, fotografia, montagem e edição de som. O documentário pernambucano acompanha o mestre João Silva (1935-2003), grande compositor e parceiro de Luiz Gonzaga, em uma viagem pelo sertão até sua cidade natal, Arcoverde, em Pernambuco.
 
O cineasta carioca Luiz Rosemberg Filho, que no festival apresentou o longa Guerra do Paraguay, recebeu o Prêmio Especial do Júri pelo conjunto de sua obra e contribuição ao cinema nacional. Por Trás do Céu, de Caio Sóh, recebeu cinco Calungas, incluindo a de melhor filme do júri popular. A ficção Redemunho, de Marcélia Cartaxo, da Paraíba, ganhou o prêmio de melhor curta nacional. Na competição de curtas pernambucanos, o vencedor foi Maria, de Carol Correia.
 
PRÊMIO DA CRÍTICA - O júri da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema), integrado por João Nunes, André Dib, Andreia Castro, Marcos Santuário, Renato Hermsdorff e pelo professor de cinema da UFPE Claudio Bezerra, concedeu a Calunga de melhor longa para Guerra do Paraguay, de Luiz Rosemberg Filho, e de melhor curta nacional para Paulo Bruscky, de Walter Carvalho.
 
PRÊMIO CANAL BRASIL - Com júri formado pelos jornalistas Maria do Rosário Caetano, Luiz Zanin Oricchio, Fabiano Ristow, Edu Fernandes, Ismaelino Pinto, Orlando Margarido e Julio Cavani, o Prêmio Canal Brasil elegeu como melhor curta Redemunho, de Marcélia Cartaxo. Com o objetivo estimular a nova geração de cineastas, o Canal Brasil oferece, nos principais festivais de cinema do país, um troféu e R$ 15 mil para o melhor filme de curta-metragem, que também é exibido em sua grade de programação.

Deixe seu comentário:

Imagem de segurança