Festival de Veneza 2009

Veneza divulga primeiras premiações paralelas

Neusa Barbosa

Veneza - A Federação Internacional dos Críticos (FIPRESCI) divulgou nesta manhã de sábado (12) seu prêmio de melhor filme da competição no Festival de Veneza à produção austríaca, falada em francês, Lourdes, de Jessica Hausner. A premiação do júri principal, que concede o Leão de Ouro, só será anunciada à noite.

Na justificativa, o júri de críticos apontou que o filme austríaco “surpreende do começo ao fim com uma abordagem inusitada e original de um assunto raramente tratado no cinema”. O enredo trata da peregrinação de pessoas doentes ao santuário católico de Lourdes e da ocorrência de um suposto milagre a uma mulher, que sofre de esclerose múltipla (vivida pela atriz francesa Sylvie Testud).

Na seção Horizontes, a FIPRESCI elegeu o filme vietnamita Choi Voi, de Bui Thac Chuyen, destacando sua “maturidade e riqueza cinematográfica”.

Lourdes venceu outro prêmio paralelo em Veneza, atribuído pela organização católica de comunicação SIGNIS. A mesma entidade concedeu uma menção honrosa ao drama de guerra israelense Lebanon, de Samuel Maoz.

The Hole, mais recente trabalho do norte-americano Joe Dante, recebeu o prêmio Persol para o melhor filme 3D do ano. É a primeira vez que o Festival de Veneza inclui uma premiação deste tipo.


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança