Curiosidades

O politizado Ken Loach, quem diria, já teve que fazer filme publicitário para o McDonald's.
 O politizado e esquerdista diretor Ken Loach, quem diria, num passado recente já teve que fazer anúncios publicitários para sobreviver e para ninguém menos do que o McDonald’s e a Nestlé. Foi em 1990, numa fase crítica em sua carreira, quando Loach não conseguia dinheiro para suas produções, e uma série de documentários que havia realizado sobre sindicalismo haviam sido rejeitados pelos canais de TV Channel 4 e ITV.
 
Num recente documentário sobre o pai (Versus – The Life and Films of Ken Loach), o filho do diretor, Jim – que também é cineasta – confidenciou que o episódio dos anúncios era “tema proibido” em sua casa. Bem-humorado, o quase octagenário diretor, que vive agora fase áurea (acaba de vencer sua segunda Palma de Ouro em Cannes 2016, com Eu, Daniel Blake), ironiza em entrevistas que ganhar este dinheiro de publicidade “pesa em sua consciência” e foi “de longe o momento mais constrangedor”de sua vida, pior até do que ter votado nos Conservadores em sua juventude – outro momento que ele admite mas do qual ele não se orgulha.
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança