Celulóide Digital

A imagem torta dos países

Por Neusa Barbosa em 24/09/2010

Vive acontecendo e agora de novo com o drama romântico Comer, Rezar, Amar – que estreia no Brasil no próximo dia 1 de outubro. Os italianos estão chiando pela imagem anacrônica e às vezes preconceituosa que o filme passa deles – como nas cenas em que a protagonista, Liz (Julia Roberts) aluga um quarto numa velha casa em Roma, em plenos anos 2000, e lhe é oferecida uma chaleira de água quente para tomar seu banho na banheira...
 
Grandes jornais italianos, como o romano La Repubblica e o turinense La Stampa, reclamaram que os romanos são retratados como um bando de pessoas barulhentas, assanhadas e dispostas 24 horas ao dolce far niente – que é como se chama aquele bom e velho ócio, em italiano.
 
Assisti ao filme esta semana e não posso deixar de me solidarizar com os italianos – realmente, a imagem passada dos nossos fratelli é de uma banalidade atroz, até quando o filme pretende retratá-los positivamente (o que até parece pretender). Nós, brasileiros, também somos vítimas preferenciais de uma enxurrada de clichês. Quantos filmes já não vimos em que um bandido anuncia que virá esconder-se no Rio ?
 
Aliás, sobra pros brasileiros também em Comer, Rezar, Amar, até porque o amorzão de Liz acabará sendo Felipe que, apesar de interpretado pelo espanholíssimo Javier Bardem, é um personagem brasileiro. Em que pese minha admiração incondicional por Bardem, um dos grandes atores da atualidade, não pude deixar de me incomodar com o indisfarçável sotaque quando ele arrisca umas palavras em português. Não precisava, né?
 
Uma outra fala chamou mais minha atenção. Nela, Liz dizia que é prática natural e costumeira por aqui que os pais beijem os filhos na boca. De onde tiraram isso, eu não sei.  
 
Os filmes de Hollywood, inclusive este, parecem gostar de nós, latinos, quando nos colocam no posto de pessoas que sabem realmente o que é viver, se divertir, amar, curtir tudo e todos. Aparentemente, a noção é positiva. Mas só aparentemente.

Deixe seu comentrio:

Imagem de segurana