Celulóide Digital

Os meus melhores filmes de 2013

Por Neusa Barbosa em 03/01/2014
Primeiro de tudo: Feliz 2014!!!!!!!!!!!!!!!!
 
Depois, diante das polpudas 398 estreias nas telas do País de 2013, não é tarefa simples fechar aquela famosa lista dos melhores do ano passado.
 
Algumas boas notícias: a volta às telas de um cinema italiano vigoroso e empenhado, com nomes como Paolo Sorrentino, Marco Bellocchio e os irmãos Paolo e Vittorio Taviani e Emanuele Crialese à frente dessa esplêndida squadra azzurra. E também o maior orgulho de ter um mexicano entre os melhores, o dilacerante La jaula de oro.
 
No lado brasileiro, a ótima notícia de um caminho sólido na ficção, através do excepcional O som ao redor, de Kleber Mendonça Filho, e uma animação de primeiro nível, com ótimo roteiro (o ponto fraco do gênero, em geral) e técnica, História de amor e fúria, de Luiz Bolognesi. Mas os documentários nacionais ainda estão ganhando em qualidade, com o grosso da nossa ficção embalado por comédias não raro de gosto duvidoso, mas com ótimos resultados na bilheteria (18,8% do market share, uma ótima notícia econômica, sem dúvida). E o intrépido Cine Holliúdy, de Halder Gomes, mostrando aí que há outros caminhos para a comédia nacional ser popular.
 
Enfim, com dor no coração pelos muitos títulos bons que ficam “de fora”, todo mundo gosta dessas listas, até para comparar o que ficou mais na nossa memória, coração, retina. Sem pretendermos ser definitivos.
 
Aí vão os meus preferidos de 2013:
 
Brasileiros
 
O som ao redor
Repare bem
Serra Pelada – a lenda da montanha de ouro
O dia que durou 21 anos
Hoje
História de amor e de fúria
Cine Holliúdy
Mataram meu irmão
Cidade Cinza
Educação sentimental
 
 
Menções honrosas: Serra Pelada; Dossiê Jango; Doméstica; Segredos da tribo; O que se move; A busca; A memória que me contam; Alma da gente; Meu amigo Cláudia
 
Estrangeiros
 
A grande beleza
Tabu
Aconteceu em Anatólia
Branca de neve
Na neblina
La jaula de oro
O mestre
Depois de maio
A bela que dorme
Camille Claudel 1915
 
Menções honrosíssimas: César deve morrer; Almas Silenciosas; Indomável sonhadora; A caça; Álbum de família; Além das montanhas; Um toque de pecado; Pais e filhos; Vocês ainda não viram nada; Amor; Barbara; Terra firme; Amor pleno